Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel do sistema calicreina cininas no metabolismo e sua repercussão no exercício voluntário

Processo: 21/14313-7
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de outubro de 2024 - 30 de setembro de 2029
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ronaldo de Carvalho Araújo
Beneficiário:Ronaldo de Carvalho Araújo
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Alexandre de Castro Keller ; Andre de Souza Mecawi ; Frederick Wasinski ; Maria Do Carmo Pinho Franco ; Michael Bader ; Rodrigo César Rorato
Assunto(s):Fisiologia endócrina  Fisiologia do esforço  Sistema calicreína-cinina  Metabolismo  Obesidade  Exercício físico  Imunologia  Cininas 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Cininas | exercício físico | Imunologia | iNKT | metabolismo | obesidade | Endócrina e do Esforço

Resumo

A organização mundial de saúde mostrou, em 2018, que cerca de 28% da população mundial apresentava atividade física insuficiente e que a América Latina apresenta um dos maiores índices de inatividade. Assim, torna-se importante avaliar os mecanismos moleculares envolvidos na prática do exercício físico, os mediadores envolvidos na atividade física espontânea, bem como a repercussão do exercício físico sobre o metabolismo e sistema imune. Resultados recentes do nosso grupo, mostram o envolvimento sistema calicreína-cininas (SCC) na modulação do exercício físico, no metabolismo e na obesidade. A subpopulação de linfócitos T convencionais, com seletividade por antígenos lipídicos (iNKT) tem importante papel no sistema imunológico e no metabolismo, porém, pouco se sabe do papel desta molécula no exercício físico conjuntamente com o metabolismo. O Ppar alfa é um importante fator de transcrição relacionado ao metabolismo lipídico e os animais Ppar alfa KO podem nos ajudar a entender o papel do metabolismo lipídico na procura pelo exercício voluntário, via roda voluntária. Assim, o objetivo desse projeto é avaliar o papel do sistema calicreina cininas o Ppar alfa, além iNKT no metabolismo, no sistema imune e no exercício físico. Em seres humanos, uma corte de diabéticos do tipo 2 será utilizada e o polimorfismo do promotor do receptor B2 de cininas, que se relaciona com a sua expressão, será alvo de pesquisa (subprojeto 1). Visando a avaliar se os receptores de cininas influenciam no metabolismo, repercutindo na atividade física, animais B1KO, serão alocados em calorímetro com rodas voluntárias e submetidos a estados alimentados e de jejum de 48 horas. Investigando ainda a metabolização de lipídeos hepáticos, bem como a produção dos corpos cetônicos na atividade voluntária, os animais Ppar alfa KO serão submetidos aos mesmos protocolos (subprojeto 2). O papel do receptor B1 de cininas na placenta e na gravidez, modulando o metabolismo dos descendentes, por via transgeracional, será avaliado pela geração de animais heterozigotos para esse receptor, cujas mães são deficientes para o receptor B1 (subprojeto 3). O fígado tem importante papel no controle do metabolismo glicêmico e lipídico e também é um importante órgão imunomodulador. Pretendemos, no subprojeto 4, avaliar a resposta das células iNKT no metabolismo e cetogenese através de modificações nutricionais e/ou de práticas de exercício físico. Iremos, ainda, verificar o papel central do receptor B2 de cininas no controle hídrico e de procura por alimentos mediante a geração de animais deficientes para o receptor B2 especificamente em núcleos hipotalâmicos (subprojeto 5). A influência da atividade física de pais modulando as respostas inflamatórias renais dos filhos, quando esses forem desafiados com fármacos nefrotóxicos, será investigada no subprojeto 6. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)