Busca avançada
Ano de início
Entree

Sub3DSkin: Substituto dermal & modelo 3D de feridas crônicas diabéticas

Processo: 22/14725-6
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2024 - 31 de março de 2028
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Convênio/Acordo: Organização Holandesa para a Pesquisa Científica (NWO)
Pesquisador responsável:Ana Carolina Migliorini Figueira
Beneficiário:Ana Carolina Migliorini Figueira
Pesq. responsável no exterior: Willeke Daamen
Instituição no exterior: Radboud University Medical Center (Radboudumc), Holanda
Instituição Sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores associados: Francisco de Assis Rocha Neves
Assunto(s):Biomateriais  Diabetes mellitus  Pele 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biomaterials | diabetes | Regeneration | Skin | tissue engineer | biomaterials, tissue engineer, cell biology

Resumo

Os problemas de pele diabética são uma condição de saúde grave, com atualmente uma cura efetiva precária. Neste projeto, iremos desenvolver 1) estruturas regenerativas (materiais avançados) com a capacidade de promover a cicatrização da pele em feridas diabéticas e 2) um modelo de pele humana in vitro em três camadas, representando a hipoderme, derme e epiderme, para uso como um modelo in vitro não clínico para estudar a pele diabética. As estruturas de suporte molecularmente definidas, com estrutura tridimensional e composição definidas e moléculas efetoras específicas, serão testadas no modelo de pele diabética e os resultados serão validados por meio de testes pré-clínicos estabelecidos. Além disso, será desenvolvido um modelo de pele diabética que promove a redução do uso de animais em avaliações pré-clínicas e avança nos campos da engenharia, biologia celular e modelos de doenças. Os substitutos dérmicos avançados desenvolvidos serão totalmente caracterizados e suas propriedades terapêuticas, que podem ser direcionadas para múltiplas manifestações observadas em feridas diabéticas, trarão novas soluções para pacientes com diabetes. O desenvolvimento dessa tecnologia tem sido considerado um avanço de ponta na medicina regenerativa, com impacto direto na área da saúde, trazendo grandes avanços científicos e inovadores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)