Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto ForestEyes - Cidadãos monitorando desmatamento em Florestas

Processo: 23/00782-0
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2024 - 31 de março de 2026
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Álvaro Luiz Fazenda
Beneficiário:Álvaro Luiz Fazenda
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Fabio Augusto Faria ; Fernanda Beatriz Jordan Rojas Dallaqua ; Hugo Resende
Assunto(s):Aprendizado computacional  Ciência cidadã  e-Science 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aprendizado de Máquina | Ciência cidadã | e-science | Monitoramento de desmatamento | E-Science

Resumo

A conservação de Florestas Tropicais é necessária devido ao importante papel que as mesmas desempenham no ecossistema global com sua grande biodiversidade, depósito de carbono, e sua função reguladora de chuvas nas regiões adjacentes, além de abrigarem povos indígenas.Infelizmente, milhões de hectares de florestas tropicais tem sido perdidos a cada ano através de desmatamento e degradação por diferentes e complexos motivos.Neste projeto de pesquisa é apresentado a proposta para um novo sistema de monitoramento chamado ForestEyes, o qual visa aliar ciência cidadã e aprendizado de máquina na detecção de desmatamento.A Ciência Cidadã permite que voluntários comuns possam colaborar com a inspeção de segmentos de imagens de sensoriamento remoto sobre uma região florestal, buscando detectar regiões desmatadas ou degradadas, participando, assim, de um experimento cientifico visando a melhoria da sustentabilidade do planeta, adquirindo também mais conhecimento e envolvimento com o importante tema.Técnicas de Aprendizado de Máquina serão utilizadas a partir de bases de dados com amostras rotuladas pelos voluntários na fase anterior, permitindo ampliar a área de cobertura de detecção.Experimentos iniciais ao longo de seis campanhas oficiais, já demonstrados através de sólidos trabalhos científicos publicados, obtiveram mais de 81.000 contribuições de 644 voluntários distintos,permitindo criar uma sólida base de treinamento para modelos de classificação, cujos resultados foram comparados com o programa oficial de monitoramento da Amazônia Legal Brasileira (PRODES).A metodologia desenvolvida mostrou-se promissora, tanto do ponto de vista da acurácia dos voluntários envolvidos, quanto da técnica de classificação utilizada.Este projeto propõe melhorias ao citado projeto ampliando a base de dados através da experimentação e investigação do uso de imagens de sensoriamento remoto de múltiplos sensores ópticos e de radar (SAR), em diferentes regiões geográficas e diversos períodos de tempo, o que implica em desafios científicos e tecnológicos nas fases de pré-processamento das imagens, ciência cidadã e aprendizado de máquina. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)