Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de anticorpos anti-adesinas da Escherichia (EPEC) presentes no colostro humano e estudo da resposta imune e secretoria a EPEC: bases para o desenvolvimento de vacinas

Processo: 95/09747-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 1996 - 30 de junho de 1998
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Magda Maria Sales Carneiro-Sampaio
Beneficiário:Magda Maria Sales Carneiro-Sampaio
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):96/08809-6 - Colostral IgA acts as opsinin for Enteropathogenic Escherichia coli killing by colostrul mononuclear phagocytes, AR.EXT
96/04696-2 - GAD frankel | imperial Collège of science technology and medicine - Inglaterra, AV.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):96/07532-0 - Desenvolvimento do repertório de anticorpos séricos e secretores dirigidos a fatores de virulência de Escherichia coli enteropatogênica em lactentes saudáveis, BP.MS
Assunto(s):Anticorpos  Enteropatias  Diarreia  Escherichia coli  Imunoglobulina A  Leite humano  Colostro  Vacinas  Lactentes  Pré-escolar 

Resumo

Numerosos trabalhos clínicos e epidemiológicos, além de dados in vitro do nosso próprio grupo, demonstram o papel protetor do leite humano contra a infecção por Escherichia coli enteropatogênica (EPEC), principal agente etiológico de diarréias infantis nos Países em desenvolvimento. Neste trabalho, tencionamos: a) caracterizar, no colostro humano, anticorpos dirigidos aos antígenos considerados relevantes na patogenicidade da EPEC; b) produzir anticorpos monoclonais que reconheçam a intimina, uma adesina da EPEC, contra a qual já observamos anticorpos no leite humano, capazes de inibir in vitro a adesão de EPEC a células epiteliais humanas; c) avaliar o desenvolvimento natural da resposta anticórpica anti EPEC sérica e secretória em lactentes e pré-escolares saudáveis. Os dados deste trabalho subsidiarão a preparação de uma vacina anti EPEC, a ser administrada idealmente por via oral nos primeiros meses de vida. (AU)