Busca avançada
Ano de início
Entree

Aleitamento materno e dieta de desmame - evolução dos indicadores da situação orgânica de ferro

Processo: 94/04431-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 1995 - 30 de novembro de 1997
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Sophia Cornbluth Szarfarc
Beneficiário:Sophia Cornbluth Szarfarc
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa (PRO-PESQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vida  Deficiência de ferro  Aleitamento materno 

Resumo

Estudos epidemiológicos têm demonstrado que o aleitamento materno exclusivo, nos primeiros seis meses de vida, atua de forma a proteger a criança de doenças diarréicas e respiratórias diminuindo, de forma importante, o risco de mortalidade por estas doenças. Com relação à anemia, embora o aleitamento materno tenha papel bem marcante, dada a elevada biodisponibilidade do ferro, não existe consenso quanto ao intervalo de tempo em que o leite de peito é capaz de suprir a demanda pelo nutriente sendo a única fonte exógena do mineral. O objetivo deste projeto é de avaliar, no primeiro ano de vida, o estado nutricional de ferro entre crianças com aleitamento exclusivo pelo período de seis meses e sua relação com o crescimento e dieta de desmame. A população de estudo será constituída de crianças que freqüentam o Centro de Lactação Guilherme Álvaro, de Santos - SP. Será colhido sangue para as dosagens bioquímicas indicativas da deficiência de ferros hemoglobina, protoporfirina eritrocitária livre e ferritina sérica. Serão feitas medidas ontropométricas e aplicados inquéritos para identificação da situação sócio-econômica e prática alimentar da família, assim como da dieta de desmame do bebê. (AU)