Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica da transmissão do papilomavírus humano em diferentes populações, avaliada por técnicas de biologia molecular

Processo: 94/05776-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 1995 - 31 de julho de 1997
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Campos Pignatari
Beneficiário:Antonio Carlos Campos Pignatari
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia  Biologia molecular 

Resumo

O Papilomavírus Humano (HPV) e um vírus de DNA capaz de provocar infecção clínica e subclínica, em mulheres e homens, por transmissão sexual. Sua importância se deve a grande freqüência como causador de infecção genital, a sua alta transmissibilidade, além do seu possível papel no desenvolvimento de neoplasias do trato genital Inferior. Foram identificados cerca de 69 tipos de vírus, alguns deles associados a malignidade. O vírus pode causar infecções subclínicas ou latentes. Por este fato, a dinâmica da transmissão e pouco conhecida, assim como a evolução da doença no sentido de manifestação de quadro clínico e a probabilidade de evolução para a malignidade. Atualmente, o diagnóstico da infecção por HPV vem sendo realizado por métodos complementares ao exame clínico, envolvendo colposcopia, citologia e anatomia patológica, não existindo a nível de rotina laboratorial método seguro, sensível e de fácil aplicação para o diagnóstico em grande escala. O objetivo do projeto e realizar um trabalho de campo para o estudo da dinâmica de transmissão do HPV e evolução da doença através de um estudo transversal com cortes em diferentes segmentos da população da cidade de Marília. As populações alvo deste estudo compreendem a população universitária; pacientes atendidas pela rede pública de saúde de Marília e prostitutas da cidade. A morbidade por HPV será avaliada em um estudo longitudinal realizado em pacientes encaminhadas ao Ambulatório da Mulher do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília. Para a realização destes estudos será montado e implementado, a nível laboratorial, o método de diagnóstico por PCR (reação em cadeia por polimerase) e detecção fluorimétrica. A ttpagem do vírus será efetuada através da utilização de primers específicos para os diferentes tipos e verificados por seqüenciamento. A validação do diagnóstico será realizada confrontando os resultados obtidos em amostras de pacientes diagnosticados com infecção por HPV com aqueles fornecidos pela colposcopia, citologia e exame histopatológico e diagnóstico por Southern Blot. Finalmente, pretendemos realizar estudo de epidemiologia molecular das infecções por HPV nas populações definidas, com enfoque para a tipagem por seqüenciamento do DNA viral. Os resultados permitirão elaborar estratégias para a profilaxia da infecção por HPV, assim como de outras doenças sexualmente transmissíveis, junto as populações estudadas. (AU)