Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do estrógeno na reatividade vascular de ratos espontaneamente hipertensos: participação do endotélio

Processo: 95/00002-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 1995 - 31 de dezembro de 1997
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Pesquisador responsável:Maria Helena Catelli de Carvalho
Beneficiário:Maria Helena Catelli de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio  Estrógenos  Microvasos  Reatividade cardiovascular 

Resumo

A modulação da reatividade vascular pelo endotélio esta alterada em diversas patologias, como por exemplo na hipertensão arterial (CARVALHO et alii, 1987; CORDELLINI et alii, 1988; FORTES et alii, 1990). Ha diferenças na resposta entre vasos sanguíneos obtidos de machos e femeas diferenças estas relacionadas aos hormôniso sexuais (MADDOX et alii, 1987). Sabe-se que o estrógeno potencializa a vasodilatação provocada pela ACh (WILLIAMS et alii, 1988). Com relação a noradrenalina (NE), ha estudos que demonstram tanto um aumento na contratilidade (ALTURA, 1972; RORIE & MULDON, 1979) quanta uma depressão da resposta a este agonista (GILSCLARD et alii, 1988a) após o tratamento com estradiol. Portanto, este harmonia pode interferir na resposta dos vasos sanguíneos a diversos agentes. Como objetivo de estudar a influencia do estr6geno na modulação da reatividade vascular, serão utilizados microvasos da microcirculação mesentérica "in vivo" e "in vitro" de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) e Wistar (normotensos); onde serão testados vasoconstritores, vasodilatadores dependentes do endotélio e não dependentes do endotélio. (AU)