Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto institucional envolvendo sete sub-projetos de pesquisa.

Processo: 95/00890-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 1995 - 31 de outubro de 1996
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Athanase Billis
Beneficiário:Athanase Billis
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Placenta  Imuno-histoquímica  AIDS 

Resumo

1. Alterações histológicas e ultras-estruturais em corações de pacientes com AIDS. Konradin Metze O trabalho visa estudar prospectivamente alterações macroscópicas e microscópicas (microscopia óptica) em corações de pacientes falecidos com AIDS segundo um mapeamento detalhado. Haverá um estudo também detalhado em ultra-estruturas do miocárdio destes pacientes estudando-se em separado os ventrículos direito e esquerdo verificando ou contestando as observações de Flomenbaum et al. (1989). 2. Classificação de glomerulonefrites: proposta para uma nova abordagem. Tese de Doutorado de ízilda Aparecida Cardinalli Orientador: Athanase Billis O trabalho apresenta uma nova abordagem na classificação de glomerulonefrites dissociando o diagnóstico anatômico (DA) do diagnóstico nosológico (DN). Estuda, em nosso meio, a freqüência e peculiaridades das glomerulonefrites sob o novo enfoque de classificação. Baseado neste estudo propõe-se também a elaborar um "software" para uso como arquivo e pesquisa de glomerulonefrites. 3. Avaliação do valor prognóstico de métodos imuno-histoquímicos em tumores de mama. José Vassallo, Luciana Gusmão Gomes de Andrade Lima e Marcelo Alvarenga Tem por finalidade avaliar retrospectivamente o valor prognóstico dos marcadores: CEA, receptores de estrógeno (1D5 e 1C5) e vimentina em tumores de mama. Serão utilizados casos de tumores de diferentes tipos histológicos comparando-se os índices dos marcadores nos grupos sem recorrência com recorrência da neoplasia. 4. Estudo comparativo entre a metaplasia tubo-endometríóide no epitélio endocervical e o adenocarcinoma "in situ", através de colorações histoquímica e pesquisa imuno-histoquímica do antígeno cárcino-embrionário (CEA) e vimentina. Liliana A.L.de Ângelo Andrade Com este trabalho pretende-se separar 2 grupos de lesões histologicamente bem caracterizadas como: a) adenocarcinoma "in situ" do colo uterino e b: metaplasia tubo endometrióide da endocervice. Comparar através de métodos histoquímicos de coloração pelo PAS, mucicarmin e azul de Alclan o comportamento do epitélio normal e das áreas "problema" acima delineadas. 5. Estudo da proliferação celular pelo anticorpo anti-PCNA e técnica AgNOR em biópsias endoscópicas da mucosa gástrica. Tese de Doutorado de Silvia Pierre Irazusta Orientadora: Miriam A.S. Trevisan Co-orientador: José Vassallo O trabalho visa verificar a possível aplicação dessas técnicas em biópsias gástricas, como auxiliar no diagnóstico de lesões precursoras de malignidade, comparando mucosa normal, reacional, displásica e neoplásica. Objetiva, ainda, avaliar criticamente cada um dos métodos e correlacioná-los nas diversas condições referidas verificando se representam o mesmo fenômeno biológico. 6. Avaliação histológica da repercussão hepática na pancreatite crônica alcoólica. Victor Fernando Pilla, José Carlos Pareja, Cecília Amélia Fazzjo Escanhoela O objetivo do trabalho é determinar o grau de repercussão hepática, com elaboração de classificação histológica reprodutível, das lesões observadas em pacientes portadores de pancreatite alcoólica, submetidos a tratamento cirúrgico da mesma. 7. Endovasculite hemorrágica da placenta. Um estudo clínico-patológico no Brasil. Albina Messias Altemani O propósito do trabalho é determinar a freqüência e a extensão da endovasculite hemorrágica, os eventos clínicos e alterações morfológicas associadas a ela em placentas de natimortos e recém-nascidos vivos. (AU)