Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento neural renal no controle hidro-salino e pressórico no diabetes melitus insulino-dependente experimental

Processo: 95/01299-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 1995 - 31 de agosto de 1998
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jose Antonio Rocha Gontijo
Beneficiário:Jose Antonio Rocha Gontijo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão  Diabetes mellitus 

Resumo

A estimulação químico- e mecanoreceptora do rim aumenta a atividade neural aferente renal (ARNA) ipsilateral e como conseqüência promove uma diminuição da atividade eferente contralateral (ERNA), que por seu lado eleva o fluxo urinário, e a excreção renal de íons, uma resposta reflexa renorenal contralateral. Entretanto, em modelos experimentais de hipertensão arterial (SHR e 2-rins 1-clip [2K1C]), tem sido demonstrado que este reflexo renorenal e atenuado ou abolido. Nesta situação experimental, bem como em outras relacionadas a expansão volêmica, entre as quais insuficiência renal, insuficiência cardíaca e cirrose, a concentração nas terminações nervosas centrais e periféricas de neuro-mediadores sensoriais, substancia P e calcitonina generelated peptide, estão alteradas modificando a resposta reflexa renorenal. A neuropatia autonômica e hipertensão arterial são observações freqüentes no decurso clinico do diabetes mellitus, independentemente de uma deterioração da função renal. Os mecanismos responsáveis pelo desenvolvimento hipertensivo e, as possíveis repercussões de um distúrbio neural sobre o balanço hidro-salino nesta doença são pouco estudados. Modelos consistentes de diabetes mellitus insulinodependente acompanhados por hipertensão tem sido desenvolvidos e, o seu estudo sistemático pode auxiliar na identificação destes mecanismos fisiopatogênicos. O objetivo geral do presente estudo, propõem definir uma possível contribuição do comprometimento neural renal (aferente e eferente) nestes mecanismos. Um padrão de excreção renal hidro-salino será definido pelo estudo metabólico em animais controles e submetidos a denervação bilateral ou a deaferentação química renal. O estudo do transporte tubular segmentar de sódio e água será realizado por técnica padronizada através do clearance renal de lítio em animais acordados. A atividade neural sensitiva renal pode ser gerada pela distorção de barorreceptores através de um estimulo mecânico ou químico dependentes de fluxos por canais iônicos e da despolarização da membrana celular. Esta resposta neuro-sensorial renal a estimulação mecanoreceptora, ou a modificações na concentração transmembrana de íons (quimiorreceptora) será o objeto principal de estudo neste modelo animal de diabetes mellitus insulinodependentes. Os ensaios serão conduzidos, utilizando-se de técnicas bem estabelecidas para o estudo de clearance renal, registros hemodinâmicos e neurofisiológicos. Estes estudos poderão contribuir com novas informações no entendimento da mediação neural renal na patogênese de distúrbios hidro-salinos associados ou não a hipertensão arterial num modelo experimental de diabetes mellitus insulino-dependente. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.