Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle neural do metabolismo da glândula pineal

Processo: 95/03110-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 1995 - 30 de novembro de 1997
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Cipolla Neto
Beneficiário:José Cipolla Neto
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo  Glândula pineal  Melatonina 

Resumo

O objetivo do presente projeto é o de esclarecer alguns aspectos da hodologia do sistema neural responsável pelo controle do metabolismo da glândula pineal. Usando as técnicas de lesão eletrolítica e neuroquímica por ácido ibotênico e, medindo-se a resposta metabólica da glândula, pretende-se avaliar tanto a variação diária na produção dos diversos indóis quanto as alterações em suas quantidades provocadas pela fotoestimulação retiniana noturna. Especificamente, dando continuidade ao trabalho desenvolvido até agora (financiado pelo Proc. FAPESP 92/1506-7 com as publicações decorrentes: Ferreira et al., Br. J. Pharmacol., 112:107-110,1994; Cipolla-Neto et al., Adv. Pineal Res., 8:95-100,1994; Soe. Neurosci. Abstr., 20:1440, 1994 e Brain Research, em publicação, anexo), pretende-se, com este plano: 1. Confirmar o papel das vias centrais de projeção direta sobre a glândula pineal no fenômeno de inibição da biossíntese de melatonina por foto-estimulação retiniana noturna de curta duração. 2 Estudar o papel funcional da área retroquiasmática hipotalâmica (ARH) no controle da produção diária de melatonina e no fenômeno de foto-inibição noturna. 3. Estudar o papel funcional do núcleo dorsomedial hipotalâmico (DMH) no circuito neural regulador do metabolismo da glândula pineal. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.