Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de cerâmicas e filmes ferroelétricos através do controle da microestrutura

Processo: 95/04636-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de maio de 1996 - 31 de julho de 2000
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:José Arana Varela
Beneficiário:José Arana Varela
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):00/01368-1 - 1) low temperature synthesis and electrical properties of pbto3 thin film. 2) structural and dielectric characterization of amorphos SrTiO3 thin film prepared by the sol-gel method: evidence of., AR.EXT
99/00749-2 - Growth of highly oriented ferroelectric thim films from polymeric precursor method, AR.EXT
98/14492-0 - Biljana D. Stojanovic | Universidade Belgrado - Iugoslávia, AV.EXT
+ mais auxílios vinculados 98/03662-2 - Seshu B. Desu | Virginia Polytechnic Institute State University - Estados Unidos, AV.EXT
98/01901-0 - De sintering of SrTiO3 thin film promoted by secondary grain growth, AR.EXT
97/02187-6 - Ferroeletric thin films prepared by polymeric precursor method, AR.EXT - menos auxílios vinculados
Bolsa(s) vinculada(s):99/10037-0 - Desenvolvimento de cerâmicas e filmes ferroelétricos através do controle da microestrutura, BP.TT
98/01222-5 - Preparação e caracterização de pós de BaBi2Ta2O9 (BBT) e babi2nb2o9 (BBN) a partir de precursores poliméricos, BP.IC
97/12162-0 - Desenvolvimento de filmes finos de PbTiO3 para aplicação como guia de luz, BP.DR
96/03587-5 - Desenvolvimento de filmes finos de niobato de lítio por método químico, BP.PD
Assunto(s):Filmes finos  Materiais cerâmicos  Dielétricos  Cerâmica piezoelétrica  Materiais ferroelétricos 

Resumo

O projeto tem como tema o desenvolvimento de cerâmicas e filmes ferroelétricos com microestrutura controlada que exibem propriedades elétricas para aplicações como dielétricos, piezoelétricos, eletroópticos e elementos de memória não volátil. A microestrutura da cerâmica será controlada durante a síntese, através da nucleação controlada das fases desejadas, e durante a sinterização com tratamentos térmicos adequados. Pretende-se controlar a microestrutura dos filmes através da deposição em substratos monocristalinos com tratamentos térmicos adequados, visando obter epitaxia. É sabido que as propriedades físicas de materiais cerâmicos são dependentes de sua microestrutura. Assim, para obter-se propriedades reprodutíveis é condição básica que a microestrutura da cerâmica seja controlada. Por outro lado, o desenvolvimento de uma microestrutura depende basicamente das características do pó cerâmico (tamanho de partículas, fases cristalinas, estado de aglomeração, área específica, pureza, etc) e do processamento da cerâmica, envolvendo conformação e sinterização. As cerâmicas e filmes ferroelétricas estudadas neste projeto são as peroviskitas baseadas em chumbo como: PZT, PLZT PMN, PZN, além de outras como niobatos de lítio e sódio e de SBT (tantalato de estrôncio e bismuto). Os filmes finos serão preparados através de deposição química de soluções orgânicas em substratos monocristalinos utilizando-se dip-coating, spin coating e CVD. Serão determinadas propriedades dielétricas, piezoelétricas, eletroópticas, histerese ferroelétrica e relacionadas com a microestrutura desenvolvida na cerâmica e filme. Também é objetivo deste projeto desenvolver e estruturar um novo tipo de modelagem para explicar o efeito de defeitos e/ou dopantes na estrutura cristalina e sua influência nas propriedades dieletétricas, piezoelétricas e eletroópticas. Para isto serão utilizados os métodos ab-initio aiPI, Crystal e Gaussian 94. (AU)