Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das influências da castração e da testosterona sobre as populações de adrenoceptores alfa-1 no ducto deferente de rato

Processo: 96/01957-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 1996 - 30 de setembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Autonômica
Pesquisador responsável:André Sampaio Pupo
Beneficiário:André Sampaio Pupo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Castração animal  Ducto deferente  Receptores adrenérgicos alfa 

Resumo

A noradrenalina contrai o dueto deferente de rato por interagir com adrenoceptores alfa1A. No entanto, foi identificada a participação de adrenoceptores alfa1B nestas contrações após o implante do dueto deferente ao ceco, indicando que as populações de adrenoceptores alfa1 no dueto deferente podem variar como um fenômeno adaptativo a perturbações introduzidas neste órgão. É sabido que o dueto deferente implantado apresenta características tanto de um órgão desnervado como também de um órgão submetido à privação hormonal. Deste modo, a plasticidade dos adrenoceptores alfa1 no dueto deferente implantado poderia estar relacionada com: a) desnervação, b) ausência de trofismo hormonal ou c) ambos os fatores. Não foi observada alteração na proporção das populações de adrenoceptores alfa1 em duetos deferentes desnervados indicando que a plasticidade em órgãos implantados pode estar relacionada com a ausência da ação de hormônios testiculares. Desta maneira, é proposto neste Projeto o estudo das influências dos hormônios testiculares sobre as populações de adrenoceptores alfa1 no dueto deferente de rato. O estudo destas influências será realizado através da caracterização funcional dos subtipos de adrenoceptores alfa1 no dueto deferente proveniente de ratos castrados, castrados e tratados com testosterona e de ratos intactos tratados com testosterona. (AU)