Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de genótipos de soja resistentes ao cancro da haste, resistentes ou não ao oídio e ao nematóide do cisto (raça 3) e portadores de bons atributos agronômicos

Processo: 99/09399-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de julho de 2000 - 30 de novembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Orlando Di Mauro
Beneficiário:Antonio Orlando Di Mauro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Maria Inês Tiraboschi Ferro
Bolsa(s) vinculada(s):03/01138-4 - Desenvolvimento de genótipos de soja resistentes ao cancro da haste, resistentes ou não ao oídio e ao nematóide do cisto (raça 3) e portadores de bons atributos agronômicos, BP.TT
00/12014-6 - Desenvolvimento de marcadores moleculares "SCAR" para seleção assistida de genótipos de soja resistentes ao oídio e ao nematóide do cisto (raça 3), BP.PD
Assunto(s):Genótipo  Soja  Oídio  Cancro (doença de planta)  Nematoides parasitos de plantas 

Resumo

O presente trabalho de pesquisa será conduzido empregando-se populações segregantes de soja já disponíveis, oriundas de cruzamentos entre parentais resistentes e suscetíveis ao cancro da haste, ao nematóide do cisto e ao oídio. Novas populações derivadas de cruzamentos entre parentais resistentes e suscetíveis às três doenças também deverão ser criadas, objetivando-se aumentar a número de plantas F2 disponíveis. Marcadores "RAPD" discriminativos entre genótipos resistentes e suscetíveis ao nematóide do cisto e ao cancro da haste já foram identificados em estudos prévios. Nesse estudo pretende-se identificar mercadores moleculares "RAPD" ligados ao gene que confere resistência ao oídio em soja. Os mercadores "RAPD" polimórficos encontrados para a resistência ao oídio, bem como os já encontrados para o cancro da haste e para o nematóide do cisto (raça 3) deverão ser convertidos em mercadores moleculares "SCAR", os quais serão utilizados em processo seletivo a ser imposto sobre as populações segregantes disponíveis, visando o desenvolvimento de variedades de soja portadoras de características agronômicas desejáveis, resistentes ao cancro da haste e resistentes ou não ao oídio e ao nematóide do cisto (raça 3). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.