Busca avançada
Ano de início
Entree

Proteinas-fosfatases de Dictyostelium discoideum e Neurospora crassa: caracterização bioquimicca, funcional e clonagem de seus genes

Processo: 96/02902-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 1996 - 31 de março de 1999
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Aline Maria da Silva
Beneficiário:Aline Maria da Silva
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Clonagem  Genes  Fosforilação  Monoester fosfórico hidrolases 

Resumo

A fosforização reversível de proteínas modula a atividade de uma série de proteínas que participam de diversos processos biológicos. A fosforização líquida de um substrato é o resultado de um balanço das atividades das proteínas quinasses (PKs) e das proteínas fosfatasses (PPs) que fazem parte de uma intrincada rede de outras proteínas sinalizadoras, respondendo a diferentes sinais intra e extracelulares e ocasionando respostas específicas nos diferentes processos celulares. Nos últimos dois anos iniciamos uma linha de pesquisa que consiste na investigação de diferentes aspectos da fosforização reversível de proteínas em Dictyostelium discoideum e em Neurospora crassa. Cada um destes sistemas v eucarióticos, por suas peculiaridades biológicas, oferece vantagens para a abordagem experimental de determinados aspectos deste problema. O mixomiceto D. discoideum tem-se consolidado como um sistema adequado ao estudo das vias de transdução de sinais. Neste sistema pretendemos purificar e caracterizar a PP do tipo 2A de D.discoideum e iniciar a clonagem dos genes para esta e outras PPs. A partir do fungo N. crassa, onde se desenvolveram os primeiros estudos em organismos unicelulares sobre interconversão de enzimas por fosforização reversível, pretendemos purificar e caracterizar uma proteína que apresenta as características de um inibidor da PP do tipo 1. Pretendemos também clonar genes para PPs deste fungo. Com isolamento destes genes esperamos obter ferramentas que permitirão desvendar futuramente, através de técnicas de genética molecular como, por exemplo, inativação ou super-expressão de genes, os papéis biológicos das PPs em D,discoideum e N.crassa. O estudo da organização gênica, estrutura e função das proteínas envolvidas no processo de sinalização celular nestes dois microorganismos contribuirão não só para a compreensão da evolução destes sistemas como também para elucidar o papel destas enzimas em outros eucariotos. (AU)