Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos mecanismos de secreção e ação da insulina em diferentes modelos animais: neonatos, desnutridos, hiperlipidêmicos e resistentes a insulina

Processo: 98/12139-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 1999 - 30 de junho de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Boschiero
Beneficiário:Antonio Carlos Boschiero
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):02/11909-5 - Comunicação intercelular e expressão diferencial de proteínas associadas às junções comunicantes na maturação in vivo do pâncreas endócrino, BP.MS
02/09206-6 - Expressão de proteínas formadoras de microtúbulos e microfilamentos em Ilhotas de Langerhans de ratos: controle da glicose e prolactina, BP.IC
02/09786-2 - Controle da expressão da conexina 36 (Cx36) pela insulina em ilhotas de ratos mantidas em cultura, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 02/00460-7 - Modulação dos mecanismos de defesa das ilhotas pancreáticas contra o estresse oxidativo, BP.DD
01/13148-9 - Ação de prolactina (PRL) sobre a expressão de proteínas envolvidas na maturação e extrusão dos grânulos de insulina em ilhotas de ratos, BP.MS
00/13785-6 - Modulação da lipotoxidade em ilhotas pancreáticas de ratos submetidos a desnutrição proteica durante a vida intrauterina e a lactação: expressão da "cpt-i", "PPARs" e "GLUT-2", BP.PD
99/11521-2 - Estudo das interações dos sinais da insulina e da prolactina (PRL) em ilhotas de ratos neonatos, BP.DR - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Secreção de insulina  Ilhotas pancreáticas  Receptor de insulina  Enzimas  Antioxidantes  Radicais livres  Diabetes mellitus  Cálcio  Potássio 

Resumo

O diabetes mellitus (DM) é definido como uma síndrome de híperglicemia crônica resultante da falta de produção de insulina e/ou de resistência à ação deste horinônio. A classificação do DM inclui: a) diabetes mellitus ínsulino-dependente(DMID), ou tipo 1, b) diabetes mellitus não-insulino-dependente (DNWID) ou tipo2, C) diabetes mellitus associado a outras doenças ou secundário e, d) diabetes mellitus gestacional. O DM tipo 1, comumente encontrado em crianças e adolescentes, tem origem auto-imune. Variações desta categoria têm sido propostas mais recentemente. Dentre elas o diabetes auto-imune latente (LADA) cujos pacientes desenvolvem o DM tipo 1 de uma forma não clássica, a partir dos 20anos de idade, constituindo significativa fração dos diabéticos adultos. Cerca de 90% dos casos de diabetes mellitus consiste no tipo 2. A instalação deste tipo de diabetes resulta de um aumento da resistência à ação da insulina seguida da incapacidade das células B pancreáticas em secretar quantidades adequadas do hormônio para compensar a hiperglicemia. I. Sabe-se que a resposta das células alvo à insulina envolve a fosforilação de resíduos tirosina do receptor de insulina (IR) e de diferentes proteínas classificadas como substratos do receptor de insulina (IRSs). Esses substratos acoplam o IR a inúmeras proteínas intracelulares entre as quais a PI-3 quinase, Grb2/SOS, SUP2, NCK, CRK, etc. Recentemente, identificamos em ilhotas de Langer hans isoladas de ratos, a presença do IR e de seus substratos IRS-1 e IRS-2. Estas proteínas (IR,IRS-1 e MS-2) apresentaram aumento significativo da fosforilação em resíduos tirosina após estimulação com glicose (1 1 ou 22 mM) ou insulina (10-7M),indicando possível função regulatória (feed back) da insulina sobre sua própria secreção. Mais recentemente, demonstrou-se através de animais transgênicos que o nocaute do IRS-2, mas não do IRS-I, - induziu alterações semelhantes aquelas observadas no DM tipo 2, ou seja, aumento da resistência periférica à insulina, seguida de redução da secreção do hormônio. Ainda, foi observado que a transcrição gênica responsável pela síntese de insulina é auto-estimulada através da cascata que envolve o IRS-2, PI-3 quinase e p70 s6K. Portanto, fica evidente a participação dos IRSS, especialmente do IRS-2 nos processos de síntese e de secreção de insulina... (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COLLARES-BUZATO‚ C.B.; LEITE‚ A.R.; BOSCHERO‚ A.C. Modulation of gap and adherens junctional proteins in cultured neonatal pancreatic islets. PANCREAS, v. 23, n. 2, p. 177, 2001.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.