Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema reprodutor feminino: controle neuroendócrino e efeitos do estresse

Processo: 99/03523-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de janeiro de 2000 - 31 de outubro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Janete Aparecida Anselmo Franci
Beneficiário:Janete Aparecida Anselmo Franci
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Celso Rodrigues Franci
Bolsa(s) vinculada(s):03/12295-3 - Papel do locus coeruleus na indução e manutenção da síndrome do ovário policístico em ratas, BP.MS
03/10470-2 - Avaliação da expressão dos receptores de estradiol e progesterona no hipotálamo e locus coeruleus de ratas em estro, BP.DR
02/05524-3 - Mediação da Angiotensina II e de esteróides ovarianos na secreção de ocitocina induzida por estímulo osmótico, BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 02/07312-3 - Avaliação de um possível ritmo circadiano de atividade do locus coeruleus de ratas, BP.IC
02/05455-1 - Sistema reprodutor feminino: controle neuroendócrino e efeitos do estresse, BP.TT
01/12327-7 - Influência da noradrenalina do locus coeruleus sobre a liberação de LHRH em ratas: estudo de microdiálise in vivo, BP.DR
01/11890-0 - Efeitos do estresse agudo sobre o eixo hipotálamo-hipófise gonodal de ratas no período pré-ovulatório, BP.MS
01/10639-1 - Efeitos do estresse crônico sobre o eixo reprodutivo: possível envolvimento do "locus coeruleus", BP.DR
01/10319-7 - Avaliação da presença do receptor de progesterona no locus coeruleus em ratas, BP.DR
01/06595-9 - Avaliação do conteúdo de noradrenalina do LC durante o ciclo estral de ratas: efeitos dos esteróides ovarianos, BP.DR
01/06549-7 - Receptores para estrógeno e mediação da angiotensina II no controle da secreção de LHRH e gonadotrofinas, BP.DR
01/04858-2 - Sistema reprodutor feminino: controle neuroendócrino e efeitos do estresse, BP.TT
01/02861-6 - Secreção de ocitocina induzida pelo estímulo osmótico: interação com eventos do ciclo reprodutivo, BP.DR - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Sistema urogenital  Hormônios esteroides gonadais  Gonadotrofinas  Ovulação  Estresse fisiológico  Ciclo estral animal  Ratos 

Resumo

A compreensão da regulação do ciclo ovariano é importante entre outros motivos, para controlar a fertilidade em animais, elucidar e solucionar casos de infertilidade na mulher e promover a anticoncepção desejada ou necessária, tratar de alterações comportamentais, como a síndrome pré-menstrual e adequar as terapêuticas para várias patologias na mulher, que podem sofrer interferência das variações hormonais cíclicas durante a fase reprodutiva ou de quiscência ovariana. Devido à dificuldade em trabalhar com fêmeas, decorrentes das variações hormonais que ocorrem durante o ciclo estral, a grande maioria de trabalhos publicados é desenvolvida em machos. No Brasil, há um número muito restrito de pesquisadores trabalhando nesta área entre os quais estão aqueles que se aglutinaram para este projeto por estarem estudando os mecanismos de controle da liberação de hormônios da reprodução e da influência do estresse na vida reprodutiva. Este projeto propõe estudar: 1) o controle do processo reprodutivo utilizando ratas ciclando e castradas com ou sem reposição hormonal enfocando em especial a função de vários neuromediadores centrais (noradrenalina, angiotensina II, neuropeptídio Y, óxido nítrico) na liberação de hormônios relacionados à reprodução, bem como a função dos esteróides ovarianos na liberação destes neuromediadores; 2) como os hormônios sexuais podem alterar as respostas ao estresse e 3) como o estresse pode alterar as funções reprodutivas. Neste projeto serão utilizadas técnicas de: esfregaço vaginal, para acompanhamento do cicio estral das ratas- ovariectomia seguida ou não de reposição hormonal (estrógeno e progesterona), para avaliar a ação dos esteróides ovarianos nas respostas observadas e compará-la com as observadas durante o ciclo- lesões eletrolíticas, para estudar a função de estruturas cerebrais no controle da função do eixo hipotálamo-hipófise-ovário- canulação da veia jugular que permite a coleta sequencial de amostras para o acompanhamento das respostas hormonais a cada procedimento experimental; dosagem de vários hormônios (plasmático e tecidual) por radioimunoensaio; dosagem de catecolaminas por HPLC em amostras de dialisados e em homogenatos de tecidos cerebrais; punch e microdiálise, para quantificar o conteúdo e a secreção de hormônios e neurotransmissores em núcleos cerebrais; medidas de atividade da óxido nítrico sintase, para avaliar a ação do óxido nítrico; hibridização (líquida ou in situ) para a medida da expressão gênica de NPY e de receptores Ali; estimularão neonatal para avaliar seus efeitos na vida reprodutiva na fase adulta- contagem de células cerebrais, para avaliar as alterações morfológicas em núcleos cerebrais provocadas pelo estresse e registros comportamentais computadorizados para avaliar os efeitos do estresse e de hormônios sexuais no comportamento. (AU)