Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos biossistematicos em especies de orchidaceae miiofilas brasileiras.

Processo: 97/08795-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 1998 - 31 de março de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:João Semir
Beneficiário:João Semir
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Genética populacional  Orchidaceae  Polinização  Biologia reprodutiva 

Resumo

A maioria das espécies de orquídeas tende a ser polinizadas por uma ou poucas espécies de insetos, atraídos principalmente por odores específicos, garantindo o isolamento entre espécies simpátricas, sendo estes mecanismos demonstrados principalmente em espécies polinizadas por abelhas e vespas. Apesar da existência de um grande número de espécies de orquídeas polinizadas por moscas (miiófilas), pouca atenção tem sido devotada ao estudo da miiofilia na família, sabendo-se muito pouco a respeito das bases da atratividade neste sistema. Apenas recentemente tem-se demonstrado a existência de especificidade e de mecanismos especiais de polinização nestes grupos miiófilos. O tipo de polinizador, devido ao seu comportamento diferencial, é um dos principais fatores que afetam a variabilidade genética e a maneira como esta se encontra distribuída em populações de espécies vegetais. Porém, pouco se sabe a este respeito em espécies miiófilas, especialmente de orquídeas. Além da importância do polinizador, o tipo de ambiente, a forma e o tamanho da população também exercem grande influência na estrutura genética de populações de plantas. O gênero Bulbophyllum e a subtribo Pleurothallidinae (Pleurothallis, Masdevallia, Octomería e outros) são os principais grupos miiófilos de orquídeas, e formam um dos mais interessantes casos de convergência morfológica da estrutura floral devido a sistemas de polinização similares na família Orchidaceae. Neste projeto será estudada a biologia reprodutiva de espécies de Orchidaceae miiófilas pertencentes aos gêneros Bulbophyllum, Pleurothallis e Octomería, ocorrentes em áreas de campos rupestres, matas ciliares e florestas estacionais brasileiras. Serão abordados a polinização, fenologia e sistemas de reprodução, caracterizados quimicamente os voláteis presentes nas flores responsáveis pela atração dos polinizadores, e a variabilidade genética das populações. (AU)