Busca avançada
Ano de início
Entree

Anatomia, histologia, histoquímica e ultra-estrutura da via espermática testicular e extratesticular de ratos UChA e UChB

Processo: 98/01450-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 1998 - 31 de dezembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Francisco Eduardo Martinez
Beneficiário:Francisco Eduardo Martinez
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Assunto(s):Álcool  Histologia  Testículo 

Resumo

O projeto de trabalho, em morfologia experimental, propõe estudar as características anatômicas, histológicas, citológicas e ultra-estruturais da via espermática testicular: túbulos seminíferos, túbulos retos e rede testicular; e da via espermática extra testicular: dueto do epidídimo e dueto deferente em ratos albinos UChA e UChB. Para tanto, serão utilizados, inicialmente, cerca de 40 ratos adultos (com 90 dias de idade), procedentes do Biotério do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Chile. Os ratos Wistar do Campus de Botucatu (com 90 dias de idade) serão transladados ao Biotério do Departamento de Anatomia no qual se constituirão o grupo controle, com dieta sólida e líquida comuns (ração para ratos Purina e água) administradas livremente. Serão formados quatro grupos com dez ratos por grupo, respectivamente, para comparação entre os resultados observados, sendo: (1º) grupo de ratos UChB de consumo voluntário de etanol a 10% (consumo médio diário de 6,61 g/dia de etanol), (2º) grupo de ratos UChA de consumo forçado de etanol a 10% (consumo médio diário de 25,32 g/dia de etanol); (3º) grupo de ratos UChA de consumo voluntário de água e (4º) grupo de ratos Wistar (linhagem laboratorial comum) de consumo voluntário de água, ad libitum, utilizados como controle dos ratos das linhagens que, naturalmente, consomem álcool (UCh). O sacrifício será feito, após anestesia dos roedores, por meio de inalantes químicos com realização de punção intracardíaca para coleta de amostras de sangue para: dosagens de hormônios e de álcool ingerido. As análises serão feitas nas dimensões macroscópica, microscópica de luz e eletrônica, e bioquímico-toxicológica (do sangue). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.