Busca avançada
Ano de início
Entree

Fisiologia molecular da sinalização redox no sistema vascular e modelos de células em cultura

Processo: 00/12154-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de maio de 2001 - 31 de maio de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Francisco Rafael Martins Laurindo
Beneficiário:Francisco Rafael Martins Laurindo
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Hugo Pequeno Monteiro
Bolsa(s) vinculada(s):04/13583-5 - Papel da degradação de proteínas dependente do ER via proteasoma (ERAD) nos mecanismos iniciais de ativação da NaD (p)H oxidase: interação com a dissulfeto isomerase protéica, BP.DD
04/05351-7 - Modulação do estdo redox de células endoteliais por forças hemodinâmicas: efeito do "shear stress" na expressão e atividade de tiol-oxidoredutases, BP.DR
04/04791-3 - Perfil redox e reatividade no remodelamento vascular positivo associado a aterosclerose e calcificação, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 04/01667-0 - Atividade Cu/Zn-SOD durante o estresse do retículo endoplasmático em células vasculares: estudos da associação do cobre pela PDI e da glicosilação da ecSOD, BP.IC
03/11140-6 - Papel da dissulfeto isomerase (PDI) na modificação pós-traducional de proteínas: implicações funcionais da nitrosilação da molécula CD40, BP.PD
03/09085-7 - Mecanismos fisiopatológicos do desequilíbrio redox em células neointimais vasculares, BP.DR
03/08042-2 - Caracterização e mecanismos do desequilíbrio redox na fisiopatologia da estenose valvar aórtica degenerativa, BP.DD
03/04539-0 - A função do óxido nítrico no processo de angiogênese através do controle da atividade do receptor de EGF, BP.DR
02/10192-0 - Estudo do envolvimento da proteína tiorredoxina no mecanismo de S-nitrosação e seu papel regulador durante a morte celular induzida por óxido nítrico, BP.DR
02/11439-9 - Estresse do retículo endoplasmático como mecanismo de apoptose no remodelamento vascular, BP.IC
02/07924-9 - Cooperação entre a proteína dissulfeto isomerase (PDI) e NAD(P)H-oxidase de células vasculares e fogocíticas: implicações para a interação entre função do retículo endoplasmático e processos redox celulares, BP.PD
02/03312-9 - Influência da disfunção mitocondrial na atividade e expressão de NAD(P)H oxidase(s) da membrana celular em células musculares lisas vasculares, BP.DD
02/01728-3 - Identificação e caracterização quiescina Q6 no sistema cardiovascular expressão, atividade enzimática e possíveis efeitos na regulação redox da modulação fenotípica celular, BP.PD
02/00046-6 - Caracterização inicial da estrutura responsável pela atividade NPDH/lucigenina redutase secretada pela parede vascular após a lesão, BP.IC
02/00397-3 - Estudo da expressão dos genes Bcl-2, bax e tiorredoxina na apoptose de fibroblastos de camundongo induzida por doadores de óxido nítrico, BP.IC - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Oxirredução  Espécies de oxigênio reativas  Superóxidos  Óxido nítrico  NADPH oxidase  Apoptose  Diferenciação celular  Aterosclerose  Radicais livres  Endotélio 

Resumo

A disfunção endotelial e vascular é primariamente uma disfunção de sinalização redox. Esta envolve a ação de radicais livres, metais redox ativos e equivalentes redutores em proteínas específicas que governam processos celulares. As vias enzimáticas de produção de radical superóxido e outras espécies reativas de oxigênio (ERO) no sistema vascular não são conhecidas com precisão. Inúmeras evidências, incluindo trabalhos de nosso laboratório, sugerem: uma atividade NAD(P)F1 oxidase como a principal fonte de superóxido vascular. Nossos dados sugerem que a produção de superóxido mediada por ativação da NAD(P)H oxidase vascular tem papel na sinalização precoce do programa de reparação a uma lesão. Entretanto, a(s) via(s) enzimática(s) responsáveis por esta atividade NAD(P)H oxidase são controversas. Em particular, não está claro até que ponto a enzima vascular é semelhante à NADPH oxidase de fagócitos profissionais. Não estão claros, ainda: o papel fisiológico desta(s) enzima(s) na vasomotricidade e apoptose, os fatores moduladores da atividade enzimática, e se existe um papel modulador da enzima por espécies reativas de nitrogênio, por exemplo, peroxinitrito. Recentemente, nosso laboratório mostrou que grupos tiol têm papel potencial na manutenção e inibição da enzima, de modo não relacionado ao estado redox da glutationa celular. É possível, assim, que estes grupos sejam passíveis de modulação por tiol oxidoredutases, por exemplo, dissulfeto isomerases, que poderiam assim ter importante papel regulador da oxidase e, por conseguinte da sinalização redox em geral. Outro ponto importante é a possível existência de mais do que uma oxidase, que poderia interagir com a NADPH oxidase e compor, assim, um sistema complexo de geração de ERO ao mesmo tempo como segundos mensageiros e como sistemas de transporte de elétrons em membranas. Estas fontes de espécies de oxigênio interagem com alvos celulares específicos relacionados à deflagração de apoptose, diferenciação e proliferação. O objetivo amplo deste projeto é o entendimento de vias enzimáticas e de processos fisiológicos relacionados à produção de espécies reativas de oxigênio (ERO), particularmente o radical superóxido, pelo tecido vascular, bem como de sua interação com o óxido nítrico. O foco principal é a caracterização de aspectos estruturais e fisiológicos de NAD(P)H oxidase(s) em células vasculares, em particular o papel de proteínas reguladoras de tiol e os efeitos em apoptose, vasornotricidade e diferenciação celular. Estas perguntas estão colocadas em perspectiva com o papel de ERO na resposta de reparação vascular à lesão... (AU)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARAI, ROBERTO J.; OGATA, FERNANDO T.; BATISTA, WAGNER L.; MASUTANI, HIROSHI; YODOI, JUNJI; DEBBAS, VICTOR; AUGUSTO, OHARA; STERN, ARNOLD; MONTEIRO, HUGO P. Thioredoxin-1 promotes survival in cells exposed to S-nitrosoglutathione: Correlation with reduction of intracellular levels of nitrosothiols and up-regulation of the ERK1/2 MAP Kinases. Toxicology and Applied Pharmacology, v. 233, n. 2, p. 227-237, DEC 1 2008. Citações Web of Science: 23.
SAN MARTIN, ALEJANDRA; FONCEA, ROCIO; LAURINDO, FRANCISCO R.; EBENSPERGER, ROBERTO; GRIENDLING, KATHY K.; LEIGHTON, FEDERICO. Nox1-based NADPH oxidase-derived superoxide is required for VSMC activation by advanced glycation end-products. Free Radical Biology and Medicine, v. 42, n. 11, p. 1671-1679, June 2007.
KRIEGER, M. H.; SANTOS, K. F. R.; SHISHIDO, S. M.; WANSCHEL, A. C. B. A.; ESTRELA, H. F. G.; SANTOS, L.; OLIVEIRA, M. G. DE; FRANCHINI, K. G.; SPADARI-BRATFISCH, R. C.; LAURINDO, F. R. M. Antiatherogenic effects of S-nitroso-N-acetylcysteine in hypercholesterolemic LDL receptor knockout mice. NITRIC OXIDE-BIOLOGY AND CHEMISTRY, v. 14, n. 1, p. 12-20, Feb. 2006.
MONTEIRO‚ H.P.; ROCHA OLIVEIRA‚ C.J.; CURCIO‚ M.F.; MORAES‚ M.S.; ARAI‚ R.J. Tyrosine Phosphorylation in Nitric Oxide-Mediated Signaling Events. Methods in Enzymology, v. 396, p. 350-358, 2005.
MONTEIRO, H. P.; SILVA, E. F.; STERN, A. Nitric oxide: a potential inducer of adhesion-related apoptosis-anoikis. NITRIC OXIDE-BIOLOGY AND CHEMISTRY, v. 10, n. 1, p. 1-10, Feb. 2004.
C.M. PERTRINI; A.A. MIYAKAWA; F.R.M. LAURINDO; J.E. KRIEGER. Nitric oxide regulates angiotensin-I converting enzyme under static conditions but not under shear stress. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 36, n. 9, p. 1175-1178, Set. 2003.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.