Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento e saúde bucal

Resumo

Este projeto, Comportamento e saúde bucal, é parte dos trabalhos e ações implementadas pelo Centro de pesquisa e atendimento odontológico para pacientes especiais, cujo objetivo é a promoção da saúde geral, e em especial a bucal, em crianças e seus cuidadores. A promoção de saúde está atrelada a variáveis protetoras e facilitadoras para o desenvolvimento e a aprendizagem. Assim, a prevenção e o ensino de comportamentos saudáveis são mais profícuos se iniciados desde a infância. O presente projeto pretende, em dois campos empíricos de atuação, ampliar o intercâmbio entre Psicologia e Odontologia através da integração entre investigação científica e intervenção clínica. Os objetivos do primeiro campo de intervenção e pesquisa, Desenvolvimento infantil e promoção da saúde, são avaliar o desenvolvimento infantil das crianças e explorar os aspectos biopsicossociais envolvidos na manutenção da amamentação natural ou do desmame precoce. Buscam, assim, conhecer como a criança responde no transcorrer dos primeiros anos de vida, o que leva à necessidade de conhecer como se estabelece a díade mãe-criança. Basicamente, o método envolve instrumentos de avaliação psicológica, padronizados e não-padronizados, e a realização de entrevistas com transcrição e análise dos relatos verbais. Os resultados auxiliarão esclarecer como variáveis do ambiente associam-se à promoção do desenvolvimento dos participantes envolvidos no atendimento e na pesquisa. Da mesma forma, o conhecimento sistemático, focalizado na interação cuidador-criança, permitirá analisar como o comportamento e a aquisição de hábitos no infante se estabelece no decorrer dos primeiros anos de vida. O segundo campo deste projeto, Fatores psicossociais no tratamento odontológico de crianças - atenção às necessidades especiais busca analisar a eficácia de estratégias psicológicas para a adaptação da criança ao tratamento odontológico, visando à diminuição do nível de estresse e o aumento da colaboração do paciente durante sessões de tratamento. Busca, também, analisar funcionalmente o repertório comportamental e a percepção do profissional e do aluno no atendimento de crianças, com ou sem necessidades especiais, submetidas a tratamento odontológico. Observações sistemáticas representam o método básico de descrição e análise da interação dentista-criança-acompanhante. Este procedimento tem permitido identificar os efeitos planejados e acidentais das estratégias de manejo sobre o comportamento da criança e do profissional e levantar inferências sobre aprendizagem emocional e desenvolvimento de repertórios de enfrentamento de situações adversas. Novos projetos utilizando o mesmo método, com refinamentos nas estratégias de observação e registro de eventos comportamentais buscam obter maior visibilidade da interação dentista-criança-acompanhante e a identificação de mudanças comportamentais a curto e longo prazo. Os resultados a serem obtidos devem permitir a produção de conhecimento científico sobre o treinamento de profissionais da saúde para o manejo do comportamento de seus pacientes, assim como indicar aspectos do desenvolvimento infantil essenciais para o desenvolvimento de habilidades de manejo do comportamento da criança e orientação de pais. Projetos como Comportamento e saúde bucal podem gerar conhecimentos valiosos para toda a área de saúde, ao mesmo tempo em que propiciam um intercâmbio da Psicologia com outras áreas de saúde, o que tem sido um empreendimento pouco freqüente no meio científico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)