Busca avançada
Ano de início
Entree

Protetivos pós-colheita para frutas

Processo: 00/07590-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de abril de 2001 - 31 de julho de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Antonio José Gomes Bettega
Beneficiário:Antonio José Gomes Bettega
Empresa:Cyrbe do Brasil Indústria Química Ltda
Município: Sumaré
Bolsa(s) vinculada(s):01/02650-5 - Protetivos pós-colheita para frutas, BP.PIPE
Assunto(s):Pós-colheita 

Resumo

A proposta objetiva criar processos de proteção pós-colheita para aperfeiçoar os meios onde as frutas atualmente repousam ou são transportadas no Brasil, procurando preservar ao máximo suas qualidades para o consumo. Os processos poderão ser ativos ou passivos, dependendo do tipo de fruta. No processo ativo, as frutas ficarão, temporariamente, imersas em um meio gasoso, com agentes químicos que seletivamente impedirão a propagação dos principais microorganismos catalisadores do seu apodrecimento prematuro. No processo passivo, as frutas sofrerão um tratamento de superfície que retarda a desidratação e dificulta o contato com microorganismos, mesmo já presentes no ambiente de armazenamento. Na primeira fase pretende-se implantar processos distintos para retardar o apodrecimento de algumas frutas durante o estágio pós-colheita. O Brasil, mesmo estando entre os maiores produtores mundiais de frutas, coloca-se em desvantagem quando se verifica o volume de perdas ocorridas entre a colheita e o consumo. Para determinadas culturas, essa perda pode atingir cerca de 40% da produção, quando, tipicamente, elas não deveriam ultrapassar os 10%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)