Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismo de ação antiproliferativa da 1,25 (OH)2D3 em células mamárias murinas HC11 parentais e determinação de causas associadas à resistência ao tratamento em células transformadas com Ha-ras

Resumo

O câncer de mama é o segundo tumor mais frequente em mulheres no Estado de São Paulo e o estudo de drogas com potencial terapêutico e preventivo, como a 1,25(OH)2D3, é de grande importância. Utilizando o modelo de células mamárias murinas HC11 parentais, que guardam características de normalidade, e de células transformadas com o oncogene Ha-ras, pretendemos estudar o mecanismo de ação e fatores ligados à resistência ao tratamento com 1,25(OH)2D3, que tem efeito antiproliferativo somente na linhagem parental. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
P. BORTMAN; M.A.A.K. FOLGUEIRA; M.L.H. KATAYAMA; I.M.L. SNITCOVSKY; M.M. BRENTANI. Antiproliferative effects of 1,25-dihydroxyvitamin D3 on breast cells: a mini review. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 35, n. 1, p. 01-09, Jan. 2002.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.