Busca avançada
Ano de início
Entree

Gênero, corporalidades

Processo: 03/13691-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 2004 - 31 de maio de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Mariza Corrêa
Beneficiário:Mariza Corrêa
Instituição-sede: Núcleo de Estudos de Gênero (PAGU). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Maria Filomena Gregori
Auxílios(s) vinculado(s):07/59646-6 - Monica Raisa Schpun | Ehess - França, AV.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):08/51047-9 - O naturismo e os paradoxos da identidade na sociedade contemporânea, BP.DR
06/52036-5 - Assumindo o cuidado de si: identidades e práticas associativas entre diabéticos, BP.DR
06/58454-3 - Família e velhice: revisitando mitos e certezas, BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 06/58249-0 - Violência, gênero e direitos humanos, BP.PD
06/52456-4 - Gênero, corporalidades, BP.TT
06/50589-7 - Gênero, corporalidade - 03/13691-0, BP.TT
05/51563-9 - Antropologia na era da saúde pública: a produção etnográfica sobre corpo, saúde e doença para uso da biomedicina na América Latina, BP.DR
05/52768-3 - Relacionando gênero e ciências: a contribuição de Bertha Lutz, BP.MS
05/51354-0 - A fitna circuncidada: a normatização do corpo feminino entre árabes-muçulmanos, BP.MS
05/00898-0 - Gênero, corporalidades, BP.TT
05/50114-6 - Gênero, corporalidades, BP.TT
04/11873-6 - Gênero, corporalidades, BP.TT
04/10433-2 - Gênero, corporalidades, BP.TT
03/12101-4 - 'Romances para homens': o olhar masculino sobre a sexualidade da mulher na literatura pornográfica carioca de 1870 a 1920, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Antropologia cultural e social  Gêneros (grupos sociais) 
Publicação FAPESP:https://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Excellence...sciences_fcjdOUG_10_11.pdf

Resumo

Neste projeto pretende-se analisar, à luz das questões introduzidas pelos estudos sobre gênero, como as características tidas como femininas e masculinas perpassam as convenções e normatizações sobre o corpo e como elas permeiam saberes e práticas. Nosso interesse é examinar técnicas e modificações corporais, prestando particular atenção ao plano no qual essas convenções se materializam nas relações sociais concretas, e considerando as seguintes problemáticas: orientações e práticas sexuais; idade e curso da vida; intervenções médicas sobre o corpo e marcas de distinção social no campo da cultura e da Ciência. A intenção é investigar o que há de compartilhado em nossas sociedades quando se trata de pensar os corpos e suas configurações específicas, as corporalidades, tendo em vista discutir a visão cada vez mais disseminada do corpo como matéria plástica, capaz de "burlar" ou adiar as restrições que lhe são impostas no que ele tem de material, finito e frágil, por um lado; ou por outro, de ser adaptado e amalgamado a qualquer convenção culturalmente estabelecida. Pretende-se refletir como as convenções sobre a corporalidade informam práticas sociais e culturais específicas, ganhando significado na "produção" dos corpos e suas implicações sobre as identidades sociais. Essas problemáticas gerais serão tratadas a partir de três eixos principais de investigação: 1) práticas corporais, sexualidade e erotismo: neste eixo pretende-se investigar como as convenções sociais sobre a relação entre envelhecimento e sexualidade; entre raça/cor, nacionalidade e sexualidade; e entre sexualidade e erotismo se materializam na produção de corpos e estilos de sociabilidade. Iremos mapear as convenções do erotismo e da pornografia no mercado nacional e transnacional de consumo sexual; selecionando grupos e/ou relações entre pessoas segundo escolhas eróticas particulares - relações entre garotas de programa brasileiras com estrangeiros (e vice-versa) e pessoas que aderem ao sadomasoquismo. Além disso, exploraremos as conexões entre idade, curso da vida e orientação sexual seja nos grupos de terceira idade formados por mulheres, seja na trajetória e sociabilidade de homossexuais que envelhecem; 2) plasticidade corporal, sexo e gênero: neste eixo pretende-se investigar as convenções que orientam práticas de intervenções médicas em relação a crianças que são consideradas, ao nascer, como de "sexo ambíguo", desmentindo a polaridade absoluta entre os sexos e pondo em questão a convenção do dimorfismo sexual, central em nossa sociedade. Pretende-se também analisar as intervenções "tecnológicas" (cirurgias plásticas, tecnologias reprodutivas) na "produção" de um novo corpo, bem como as intervenções de consumo (aprendizado de linguagens corporais novas, dietas e ginásticas) sobre grupos de terceira idade; 3) corpo, nome e marcas de distinção: neste eixo pretende-se investigar de um lado, a equação entre nome, corpo e gênero a partir da sua articulação com o problema da autoria e da autoridade (cultural, intelectual e científica) em diferentes campos de produção simbólica, particularmente a produção artística e científica. De outro lado, pesquisar o corpo e sua relação com a construção de um nome como marca de uma atribuição de gênero, no caso das crianças que tiveram identidade sexual redefinida pelas intervenções médicas. A metodologia a ser adotada no estudo dos três eixos é basicamente qualitativa, envolvendo pesquisa etnográfica, entrevistas e análise de documentação escrita e iconográfica. A dimensão comparativa e histórica na análise de cada um desses eixos é central. A investigação das práticas sociais concretas tem o Brasil e as imagens de brasilidade como foco principal. O interesse, no entanto, é explorar as formas específicas através das quais fluxos transnacionais ganham articulações particulares em contextos brasileiro e estrangeiro, levando em conta a diversidade nacional, nomeadamente o modo como as corporalidades são concretizadas em cenários urbanos distintos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Atrizes e intelectuais