Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de resistência de genótipos de feijoeiro a Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) Biótipo B (Homoptera: Aleyrodidae)

Processo: 99/10863-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2000 - 31 de março de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:José Djair Vendramim
Beneficiário:José Djair Vendramim
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Feijão  Tricomas  Radioisótopos 

Resumo

A mosca branca Bemisia tabaci tem sido associada a perdas na produção em diversas culturas no Brasil. No feijoeiro, os danos do inseto estão relacionados com a retirada de seiva elaborada e com a transmissão do vírus do mosaico dourado. Com o aparecimento do biótipo B, os danos têm se intensificado devido sua maior agressividade. Em função do desenvolvimento de resistência a produtos químicos, observada com certa freqüência, tem se buscado alternativas de controle dessa praga, dentre as quais se inclui a resistência varietal. O presente trabalho tem como objetivo determinar os mecanismos de resistência a B. tabaci biótipo B, em genótipos de feijoeiro, incluindo alguns que contêm arcelina em suas sementes, através da avaliação da preferência para oviposição e alimentação e antibiose. O consumo de seiva por ninfas e adultos será avaliado com base em técnicas nucleares. A quantificação de tricomas e a análise de lipídeos cuticulares serão também determinadas. (AU)