Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento da operação de sistemas de energia elétrica predominantemente hidroelétricos

Processo: 95/00534-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de janeiro de 1996 - 31 de dezembro de 1999
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Sistemas Elétricos de Potência
Pesquisador responsável:Secundino Soares Filho
Beneficiário:Secundino Soares Filho
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):99/08170-3 - Avaliação da energia secundária de sistemas hidrelétricos, AR.BR
99/03489-1 - Optimal power flow based on a general nonlinear parametric approach, AR.EXT
98/10590-8 - Metodologia para determinação da energia secundária de sitemas hidrelétricos, AR.BR
+ mais auxílios vinculados 97/10043-4 - Análise e otimização do comportamento operativo das usinas do Rio Paranapanema, AR.BR
97/08548-0 - Análise dinâmica da estabilidade de tensão em sistemas de energia elétrica, AR.BR
97/09195-4 - Um banco de dados para Sistemas de Suporte à Decisão em pré-despacho de sistemas de energia elétrica, AR.BR
97/01838-3 - IEEE transactions on power systems, PUB.ART
96/07598-1 - "minimum loss predispatch model for hydroelectric power systems", PUB.ART - menos auxílios vinculados
Bolsa(s) vinculada(s):99/00191-1 - Sistema de Informação para o sistema hidroelétrico brasileiro baseado em tecnologia web, BP.IC
98/16269-7 - Um sistema computacional orientado a objetos para a comparação de políticas operativas de sistemas hidrotérmicos de potência, BP.DR
97/12499-5 - Técnicas de cenários no planejamento energético da operação de sistemas hidrotérmicos de potência, BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 97/12792-4 - Uma nova abordagem ao dimensionamento de usinas hidroelétricas para o planejamento da expansão da geração, BP.MS
97/12504-9 - Gerenciamento de redes de alto desempenho | São Carlos - SP, BP.PC
97/00414-5 - Modelos de análise da transmissão e de pré-despacho em sistemas de energia elétrica, BP.PD
96/08029-0 - Aplicação da metodologia de orientação a objetos no problema da programação de operação de sistemas de energia elétrica, BP.IC
96/07647-2 - Um Sistema de Informação do parque hidroelétrico brasileiro, BP.IC
96/01513-4 - Uma metodologia e uma ferramenta modular para o apoio a tomada de decisão no planejamento da operação energética de sistemas hidrotérmicos de geração, BP.DR
96/01721-6 - Desenvolvimento de uma biblioteca de classes multiplataforma para implementação de uma interface gráfica e plotagem de curvas em C++, BP.IC - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Energia elétrica  Hidroeletricidade  Planejamento energético 

Resumo

O sistema elétrico brasileiro se caracteriza pela predominância de geração de base hidráulica e longas linhas de transmissão. Esta peculiaridade torna o planejamento de sua operação uma tarefa complexa que compreende desde a análise energética de longo prazo, que gerencia a operação dos reservatórios no sentido de otimizar o aproveitamento dos recursos hidráulicos do sistema, até a compatibilização das metas energéticas com o despacho de geração e o fluxo de potência na rede elétrica. O projeto visa desenvolver uma cadeia de planejamento da operação que seja adequada ao sistema elétrico brasileiro. A nível do Planejamento da Operação Energética, o projeto estuda a operação dos reservatórios a médio e longo prazos em base semanal e/ou mensal visando minimizar o gasto de combustível termoelétrico e satisfazendo um determinado nível de confiabilidade no atendimento do mercado. No planejamento de longo prazo são estudados modelos agregados de representação do parque hidroelétrico otimizados por programação dinâmica estocástica enquanto no planejamento de médio prazo são estudados modelos de otimização a usinas individualizadas alimentados por modelos de previsão de vazões. A nível do Planejamento da Operação Elétrica, o projeto estuda a operacão do sistema a curto prazo onde se desagrega as metas energéticas semanais, determinadas pelo planejamento energético da operação, em base horária. Esta desagregação deve considerar tanto as restrições operacionais do sistema hidráulico como as restrições elétricas do sistema de transmissão. As ferramentas desse grupo compreendem simuladores da operação hidráulica das usinas, algoritmos de fluxo de potência ótimo AC e DC com restrições de segurança, estudos de estabilidade de tensão e métodos de coordenação hidro-elétro-energética da operação. O projeto inclui a implementação de um banco de dados do sistema elétrico brasileiro e o desenvolvimento de sistemas de apoio à decisão para o gerenciamento dos dados e a integração dos modelos através de interfaces homem-máquina amigáveis. (AU)