Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento e programação da operação de sistemas de energia elétrica

Processo: 99/12737-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de junho de 2000 - 31 de maio de 2004
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Sistemas Elétricos de Potência
Pesquisador responsável:Secundino Soares Filho
Beneficiário:Secundino Soares Filho
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):03/12225-5 - Avaliação da operação otimizada de usinas hidrelétricas, AR.BR
Bolsa(s) vinculada(s):03/10020-7 - Análise de tensao/reativos em redes de transmissão conjuntamente com alimentadores primários de distribuição, BP.MS
02/13490-1 - Métodos de pontos interiores aplicados ao fluxo de carga ótimo utilizando coordenadas cartesianas, BP.DR
01/13351-9 - Influência da correlação espacial na previsão de vazões afluentes, BP.DR
+ mais bolsas vinculadas 01/13412-8 - Programação dinâmica estocástica dual aplicada ao planejamento da operação energética de sistemas hidroelétricos, BP.PD
01/07662-1 - Análise das oscilações eletromecânicas de baixa frequência de modo interarea em sistemas de energia elétrica, BP.DR
01/00164-6 - Pré-despacho da operação de sistemas de energia elétrica incluindo restrições de estabilidade de tensão, BP.PD
00/11875-8 - Atendimento de requerimentos mínimos de margens de estabilidade de tensão na programação da operação de sistemas de energia elétrica, BP.DR
99/03868-2 - Métodos de pontos interiores para a minimização das perdas no problema de pré-despacho, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Hidroeletricidade  Planejamento energético  Reservatórios 

Resumo

As características físicas do Brasil, em especial a grande extensão territorial e a existência de rios caudalosos, aliadas às dimensões relativamente reduzidas das reservas de petróleo e carvão mineral, foram determinantes para a implantação de um parque gerador de energia elétrica de base predominantemente hidráulica, responsável por cerca de 91% da capacidade nominal instalada no país. O potencial hidrelétrico brasileiro é estimado em 260 GW dos quais somente cerca de 62 GW estão em operação. Resta ainda, portanto, cerca de 75% desse potencial a ser explorado pelo país, o que faz crer que as fontes hidráulicas continuarão a desempenhar importante papel no atendimento à crescente demanda de energia elétrica, pelo menos ao longo das próximas décadas. O aproveitamento eficiente dessa energia de base hidráulica, que chega a 30% da oferta interna bruta de energia primária na matriz energética brasileira, é uma questão estratégica para o país.Por outro lado, o esgotamento dos recursos hidrelétricos mais próximos aos principais centros de carga e a conseqüente necessidade de se recorrer a aproveitamentos cada vez mais distantes exigiram a constituição de um sistema elétrico caracterizado por longas linhas de transmissão. No Brasil, são mais de 60 mil quilômetros de linhas de transmissão em tensão acima de 230 KV.Essas duas características, sistema gerador predominantemente hidrelétrico com longas linhas de transmissão, exigem um cuidadoso planejamento e programação da operação que leve em conta adequadamente fatores como a interação entre usinas hidrelétricas que se situam em cascata, a incerteza das vazões afluentes futuras aos aproveitamentos e a eficiente utilização das unidades geradoras e do sistema de transmissão.O presente projeto temático de pesquisa tem por objetivo a concepção, desenvolvimento, implementação e teste de metodologias de planejamento e programação da operação de sistemas de energia elétrica especialmente voltadas para sistemas com predominância de geração hidrelétrica. O projeto visa contribuir com o setor elétrico brasileiro, a nível das empresas concessionárias de energia elétrica e dos órgãos responsáveis pela coordenação da operação interligada do sistema, ONS, e regulamentação e fiscalização do setor elétrico, ANEEL. (AU)