Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel dos gases oxido nitrico e monoxido de carbono na febre induzida por lps em ratos.

Resumo

Febre, por definição, é um aumento regulado na temperatura corporal que resulta de uma intrincada rede de mecanismos. A descoberta do papel fisiológico do gás óxido nítrico (NO) certamente iniciou uma revolução no entendimento dos mecanismos envolvidos em diversos processos fisiológicos e fisiopatológicos, inclusive febre. Já no inicio desta década, outro gás, o monóxido de carbono (CO), emergiu como um importante agente neurotransmissor ou neuromodulador, agindo de maneira semelhante ao NO. Recentemente, nosso grupo demonstrou, pela primeira vez, que o CO produzido endogenamente participa em termoregulação. Entretanto, os mecanismos envolvidos no papel do CO na resposta febril ainda são pouco conhecidos. Com isto, o presente projeto visa avaliar o papel do NO e do CO agindo no centro termointegratório e termossensível do sistema nervoso central (área pré-óptica), assim como investigar a interação da via do CO com PGs e NO. (AU)