Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de lodo de esgoto e composto de lixo urbano sobre a ferrugem do cafeeiro

Processo: 01/03081-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2001 - 30 de novembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Wagner Bettiol
Beneficiário:Wagner Bettiol
Instituição-sede: Embrapa Meio-Ambiente. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). Jaguariúna , SP, Brasil
Assunto(s):Lodo de esgoto  Controle biológico 

Resumo

A ferrugem é a principal doença do cafeeiro, sendo controlada principalmente com fungicidas e também com o uso de variedades resistentes. A indução da resistência a doenças de plantas, com o uso de matérias orgânicas, é um componente indispensável em medidas de controle integrado, visando à redução do uso de fungicidas e os custos de produção. Com a crescente necessidade de se tratar os esgotos e o lixo urbano, está ocorrendo à disponibilização de resíduos, como o lodo de esgoto e o composto de lixo, ricos em matéria orgânica e que exigem uma adequada disposição final. Em diversas cidades do estado de São Paulo, o cafeeiro é uma das culturas que vem recebendo a aplicação do lodo de esgoto com a finalidade de fornecimento de nutrientes e de matéria orgânica, sem conhecimento dos efeitos sobre a ferrugem. Assim, o objetivo do presente projeto é o de avaliar o potencial de matérias orgânicas na indução de resistência sistêmica à ferrugem do cafeeiro (Hemileia vastatrix). Para tanto, serão avaliadas as seguintes fontes de matéria orgânica: lodo de esgoto e composto de lixo urbano, em comparação com os estéreos de bovino, de ovino, de suíno e de aves. (AU)