Busca avançada
Ano de início
Entree

Loxosceles (Araneae, Sicariidae) na área cárstica do Vale do Ribeira: identificação da fauna, caracterização biológica e imunoquímica dos venenos; estudo dos mecanismos de ação das toxinas

Processo: 01/04344-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2002 - 31 de março de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Pesquisador responsável:Denise Vilarinho Tambourgi
Beneficiário:Denise Vilarinho Tambourgi
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Loxosceles  Farmacologia  Hemólise  Venenos 

Resumo

No Brasil, aranhas do gênero Loxosceles são agentes da mais grave forma de araneísmo, o Loxoscelismo, cuja incidência correspondeu, em 1998, a 36,62% dos casos de acidentes com aranhas, diagnosticados e notificados ao Ministério da Saúde, notadamente nas regiões sudeste e sul do país. Em nosso país, as espécies de Loxosceles consideradas agente etiológico do loxoscelismo são: L. gaúcho, L. intermédia e L. laeta, presentes no ambiente antrópico. Além destas porém, estão presentes, no Brasil, outras espécies que, por predominarem no ambiente natural, não têm sido apontadas como importantes, sob o ponto de vista da saúde, nem tão pouco, têm sido objeto de abordagens quanto à caracterização de seu veneno e seu modo de ação. Assim sendo, pretende-se identificar a fauna de Loxosceles da área cárstica do PETAR, bem como, analisar o veneno das espécies encontradas quanto as suas propriedades tóxicas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.