Busca avançada
Ano de início
Entree

Organogéis baseados em microemulsões na imobilização de células e enzimas

Processo: 01/08113-1
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2002 - 30 de setembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Flávio Cesar Almeida Tavares
Beneficiário:Flávio Cesar Almeida Tavares
Instituição Sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Gel (formas farmacêuticas)  Polímeros (química orgânica)  Enzimas  Imobilização 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Celulas | Enzimas | Imobilizacao | Microemulsoes | Oganogeis

Resumo

Organogéis baseados em microemulsões se constituem em tipos especiais de géis, que tipicamente são obtidos utilizando microemulsões água/óleo para a formação de matrizes estáveis em contato com solventes apolares. Estas matrizes apresentam estrutura que as tornam adequadas à imobilização, adsorção de células e enzimas, bem como outras finalidades. Nesta proposta de pesquisa pretende-se obter e estudar organogéis formados a partir de matrizes de polímeros orgânicos. Os organogéis formados com gelatina, amidos, celulose, quitosana, ágar-agar, alginatos, bem como de suas misturas, deverão ser avaliados quanto ao seu uso na imobilização de células de leveduras melhoradas e enzimas de aplicação industrial. Tratando-se de suportes não convencionais no estado de organogel e relativamente pouco conhecidos, fazem-se necessário obter informações sobre a estrutura dos organogéis e também, determinações físico-químicas reativas à composição, estabilidade e parâmetros relativos a aplicações. No que se referem a aplicações, os diferentes organogéis deverão ser avaliados na imobilização de células e enzimas para a obtenção de biocatalizadores sólidos, visando o seu uso em reações de biotransformação em processos de batelada e contínuos. A proposta envolve a cooperação científica e, nesta pesquisa de natureza complementar, estão previstos o intercâmbio de experiências e de materiais, com a expectativa de contribuir para ampliar o conhecimento e avaliar aplicações na área de imobilização de células e enzimas, com esta tecnologia inovadora e de aplicação ampla. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)