Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de cargas elétricas permanentes em solos brasileiros

Processo: 01/08237-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2001 - 31 de março de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni
Beneficiário:Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Solos 

Resumo

O estudo das cargas elétricas sejam permanentes, seja variável, é fundamental para a compreensão dos fenômenos químicos que ocorrem nos solos. No Brasil predominam solos altamente intemperizados, que devem possuir composição mineralógica composta por argilas silicatadas do tipo 1:1, e óxidos e hidróxidos de ferro e de alumínio. No entanto, eles possuem quantidades variadas de inerais como vermiculita com hidróxi entrecamadas, que são intermediários entre as vermiculitas (ou esmectitas) e a clorita, o que reforça a necessidade de maior entendimento do efeito da presença destes minerais na magnitude das cargas elétricas de solos tropicais. Este projeto tem por objetivo avaliar, por meio do método da adsorção de césio, a contribuição das cargas permanentes e o efeito da presença de minerais interestratificados nas cargas de solos brasileiros com diferentes constituições mineralógicas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.