Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo imunoistoquimico das lesoes observadas na infeccao aguda experimental em caes ( canis familiaris) por ehrlichia canis (donatein & lestoquard, 1935) moskovski 1945, 18.

Resumo

A erliquiose canina é uma enfermidade infecto-contagiosa de grande importância na clínica de pequenos animais, sendo também considerada uma zoonose. O presente trabalho utilizou seis animais, sendo quatro deles infectados experimentalmente com Ehrlichia canis e dois animais como controle negativo. Trinta dias pós-infecção, todos os cães foram sacrificados, necropsiados, sendo recolhidas amostras de vários órgãos e tecidos para histopatologia e imunoistoquímica. Será realizada a imunofenotipagem, através da imunoistoquímica, das populações de linfócitos B (IgG, IgM e CD79a), linfócitos T (CD3+, CD4+ e CD8+), macrófagos (MAC387 E CD68+) e células expressado MHC II (TAL.1B5) em órgãos linfóides (linfonodos e baço) e em lesões observadas no sistema nervoso, rins, fígado e pulmões. A observação e caracterização das lesões anatomopatológicas e imunopatológicas da doença de forma experimental pretende determinar ou permitir uma melhor compreensão da patogênese da erliquiose canina. (AU)