Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de revestimento de zinco e ligas de zinco por eletrodeposição usando corrente modulada, sua passivação por processos isentos de CrVI seguida de aplicação de resina à base de água

Processo: 00/13402-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2002 - 31 de março de 2003
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia de Transformação
Pesquisador responsável:Célia Regina Tomachuk dos Santos Catuogno
Beneficiário:Célia Regina Tomachuk dos Santos Catuogno
Empresa:Tecnozinco Tratamento Superficial Ltda (TECNOZINCO)
Município: Indaiatuba
Bolsa(s) vinculada(s):02/03801-0 - Obtenção de revestimentos de zinco e ligas de zinco por eletrodeposição usando corrente modulada, sua passivação por processos isentos de CR6+ seguida de aplicação de resina a base de água, BP.PIPE
Assunto(s):Ligas metálicas  Zinco 

Resumo

As ligas de zinco com metais do oitavo grupo vêm substituindo as camadas de zinco puro em aplicações que requerem alta resistência à corrosão. À semelhança dos revestimentos de zinco, as ligas de zinco são também cromatizadas com posterior aplicação de uma camada de resina. O projeto em questão propõe desenvolver camadas de ZnNi, ZnCo e ZnFe eletrodepositadas a partir de banhos isentos de cianetos sobre substrato de aço-carbono por meio de técnicas de deposição por corrente modulada, que permite melhor controle da composição dos depósitos de liga, bem como economia na quantidade de sais e aditivos usados na preparação dos banhos. Posteriormente será realizado um pós-tratamento com produtos alternativos aos cromatos, tais como molibdatos e terras-raras e, em substituição às resinas comumente usadas, serão pesquisados vernizes à base de água. A busca de passivantes alternativos visa à adequação dos produtos às normas internacionais em relação à proteção do meio ambiente. A eficiência do processo com corrente modulada será comparada com o processo convencional através de reprodutibilidade, economia de tempo de deposição e de compostos químicos, medidas de espessura de camada, morfologia dos depósitos e composição das soluções de deposição. A resistência à corrosão dos revestimentos passivados seria analisada com técnicas eletroquímicas: curvas de polarização e espectroscopia - de impedância eletroquímica e por exposição em câmara de névoa salina. Pretende-se desenvolver um modelo matemático para quantificar o valor protetivo dos revestimentos de Zn e de ligas de Zn num dado meio. O desempenho dos eletrodepósitos será comparado com revestimentos passivados com cromo hexavalente e resinas orgânicas. (AU)