Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos histológicos e ultra estruturais da diferenciação de meristemoides na organogênese in vitro

Processo: 01/10986-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2002 - 31 de janeiro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Beatriz Appezzato da Glória
Beneficiário:Beatriz Appezzato da Glória
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):02/12763-4 - Estudos histológicos e ultraestruturais da diferenciação de meristemoides na organogênese in vitro, BP.TT
Assunto(s):Organogênese  Ultraestrutura  Histologia 

Resumo

O processo organogênico é precedido pelo aparecimento de pequenas populações de células ou meristemóides. A formação destes meristemóides independem do padrão de formação, isto é, os meristemóides são formados tanto na via organogênica direta quanto na indireta. Dentro deste contexto, o presente projeto pretende analisar comparativamente a histologia e a ultra-estrutura do desenvolvimento dos meristemóides responsáveis pela formação de gemas adventícias, durante a organogênese in vitro. Por esta razão duas espécies foram selecionadas: Stylosanthes guianensis (Aubl.) Sw, uma leguminosa forrageira recomendada por se adaptar a solos ácidos e ser resistente à seca, e Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg., que tem o Brasil como o principal produtor mundial. A via morfogênica in vitro e os tipos celulares envolvidos no processo de regeneração de plantas serão estudados mediante a coleta de tecidos dos implantes (via direta) e calos (via indireta) desde o início do cultivo in vitro até a formação das gemas. (AU)