Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliações agronômicas em germoplasma de urucuzeiro (Bixa orellana L.) visando o melhoramento genético para as condições de cultivo do estado de São Paulo

Processo: 01/14383-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2002 - 31 de agosto de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Perecin
Beneficiário:Maria Beatriz Perecin
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):02/12602-0 - Avaliações agronômicas em germoplasma de urucuzeiro (Bixa orellana L.) visando o melhoramento genético para as condições de cultivo do estado de São Paulo, BP.TT
Assunto(s):Melhoramento genético vegetal  Germoplasma vegetal  Bixa orellana  Urucum  Corantes naturais 

Resumo

Bixa orellana L., ou urucum, é uma espécie arbórea nativa do Brasil, utilizada pelos índios para ornamentação corporal. O corante produzido na parte externa de suas sementes é hoje a mais importante fonte mundial de corante natural, apresentando características tecnológicas que atendem a diversos tipos de utilização artesanal e industrial (especialmente indústrias alimentícia e cosmética). O cultivo do urucuzeiro no Estado de São Paulo é realizado por agricultores familiares que não vem recebendo suporte tecnológico para a atividade, e que necessitam principalmente de variedades adaptadas e com alto teor de corante para melhorar a sustentabilidade da cultura. Neste projeto, pretende-se avaliar o germoplasma de urucum do Instituto Agronômico, para suas características agronômicas, botânicas, fenológicas e químicas (teor de bixina), para dar subsídios a etapas posteriores de seleção de cultivares. Serão também feitas visitas a produtores para observar outros gargalos na atividade que possam ser abordados neste ou futuros projetos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.