Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de genes das toxinas alfa, beta e epsilon de Clostridium perfringers em amostras clínicas de bovinos pela reação em cadeia da polimerase (PCR)

Processo: 02/04007-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2002 - 30 de novembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Leonardo José Richtzenhain
Beneficiário:Leonardo José Richtzenhain
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Clostridium perfringens  Enterotoxinas  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Técnicas e procedimentos diagnósticos 

Resumo

O Clostridium perfringens é um microrganismo anaeróbio que está presente no solo e no trato intestinal dos mamíferos. Provoca gangrena gasosa e intoxicação alimentar nos seres humanos e doenças enterotoxêmicas nos animais domésticos. É classificado em cinco tipos (A, B, C, D e E) mediante a produção de quatro toxinas (alfa, beta, épsilon e iota). O projeto de pesquisa pretende: avaliar a capacidade da reação em cadeia da polimerase (PCR) para detectar os genes que codificam as toxinas alfa, beta e épsilon em cultivos bacteriológicos das cepas padrão do C. perfringens e em amostras clínicas contaminadas experimentalmente com essas mesmas cepas; pesquisar os genes que codificam as toxinas alfa, beta e épsilon para diagnóstico e tipificação do C. perfringens em amostras clínicas de bovinos enviadas ao Centro de Sanidade Animal do Instituto Biológico da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo; correlacionar os resultados da PCR com aqueles obtidos pelo exame bacteriológico das amostras clínicas de campo. (AU)