Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do licopeno na cardiotoxicidade induzida por adriamicina.

Processo: 02/09800-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2003 - 30 de novembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Ana Lucia do Anjos Ferreira
Beneficiário:Ana Lucia do Anjos Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Radicais livres  Doxorrubicina  Cardiotoxicidade  Licopeno  Antioxidantes 

Resumo

Adriamicina é excelente droga para o tratamento de uma grande variedade de tumores. Entretanto, a cardiotoxicidade induzida por esta droga tem limitado o seu uso. A mediação por espécies reativas do oxigênio (ERO) é importante mecanismo de lesão proposto. Assim, o peróxido de hidrogênio pode ter importante papel no desenvolvimento da insuficiência cardíaca desenvolvida por adriamicina. O licopeno é carotenoide com grande capacidade em atenuar ou eliminar a ação de várias ERO, dentre elas o peróxido de hidrogênio. Desta maneira, nossa proposta é avaliar o papel protetor do licopeno na lesão cardíaca induzida por adriamicina. Ratos serão submetidos à lesão por meio de aplicação de adriamicina intraperitoneal e o efeito da suplementação com licopeno via gavagem, será avaliado. A lesão cardíaca será caracterizada pelo dano oxidativo do DNA, por estudo ecocardiográfico, histológico e quantificação do colágeno. A absorção do licopeno será confirmada pela aferição cromatográfica deste carotenóide no plasma e no miocárdio. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: