Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterizacao morfologica e ultra-estrutural dos sistemas reprodutor e salivar de carrapatos de importancia medico veterinaria.

Resumo

Os carrapatos constituem um grupo onde as espécies têm considerável importância econômica, visto que, os mesmos atacam diversos outros animais e, mesmo o homem, causando séries danos e trazendo altos prejuízos. O presente trabalho tem por objetivo fazer uma análise morfo-histológica e ultra-estrutural do sistema reprodutor e glandular de fêmeas dos carrapatos: Boophilus microplus, Amblyornma cajennense e Rhipicephalus sanguineus (esta última a ser coletada no Brasil e na Argentina), na tentativa de trazer a luz maiores informações a respeito destes órgãos (as informações existentes do sistema reprodutor são superficiais e datadas da década de 80). Estas informações morfológicas serão úteis para um melhor entendimento da fisiologia e biologia destes animais, trazendo conseqüente subsidio para os estudos de controle. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NUNES, ERIKA TAKAGI; SCOPINHO FURQUIM, KARIM CHRISTINA; BECHARA, GERVASIO HENRIQUE. Cell Death in Salivary Glands of Rhipicephalus (Boophilus) microplus (Canestrini, 1887) (Acari: Ixodidae) Females at Semi-engorged Feeding Stage. ULTRASTRUCTURAL PATHOLOGY, v. 34, n. 5, p. 288-300, OCT 2010. Citações Web of Science: 5.
DENARDI, SANDRA ELOISI; BECHARA, GERVASIO HENRIQUE; CAMARGO MATHIAS, MARIA IZABEL. New morphological data on fat bodies of semi-engorged females of Amblyomma cajennense (Acari : Ixodidae). Micron, v. 39, n. 7, p. 875-883, OCT 2008. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.