Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das concentrações plasmáticas de 17 beta-estradiol, progesterona e PGFM, de receptores hormonais de 17 beta-estradiol, progesterona e ocitocina no endométrio, e das dinâmicas folicular ovariana e morfológica do útero de vacas Nelore (Bos taurus indicus) durante o ciclo estral

Processo: 02/11105-3
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2003 - 31 de agosto de 2005
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:João Carlos Pinheiro Ferreira
Beneficiário:João Carlos Pinheiro Ferreira
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Gado Nelore  Fisiologia da reprodução  Receptores de ocitocina  Receptores de progesterona  Receptores estrogênicos  Ciclo estral animal 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biopsia Endometrial | Pgfm | Receptores De Estrogeno | Receptores De Ocitocina | Receptores De Progesterona | Zebu-Nelore

Resumo

Apesar de ser a raça de bovino mais empregada para fins comerciais no Brasil, os Nelores, com rebanho estimado em 100 milhões de cabeças, têm sido objeto de um número relativamente pequeno de estudos envolvendo a biologia reprodutiva, principalmente os relacionados a anatomia funcional do sistema reprodutor feminino durante o ciclo estral. Buscando preencher esta lacuna observada na literatura científica, o presente projeto dedicar-se-á ao estudo da avaliação das concentrações plasmáticas de 17ß-estradiol, progesterona e PGFM, de receptores hormonais de 17ß -estradiol, progesterona e ocitocina no endométrio, e das dinâmicas folicular ovariana e morfológica do útero de vacas nelore (Bos taurus indicus) durante o ciclo estral. Para alcançar este objetivo, serão realizados, a partir do dia zero (D0 = dia da ovulação) até a detecção da próxima ovulação, os seguintes procedimentos, em 16 vacas nelores: ultra-sonografia ovariana e uterina diárias, para acompanhar, respectivamente, as dinâmicas folicular e morfológica uterina (espiralização dos cornos uterinos, edema endometrial, e acúmulos líquidos); colheita, também diária, de sangue periférico, para a determinação das concentrações plasmáticas de 17ß-estradiol, progesterona e PGFM e; colheita de fragmentos uterinos, nos dias 0, 5, 9, 13 e 19 via trans-cervical, para a determinação dos receptores endometriais de 17ß-estradiol, progesterona (imunoistoquímica - expressão protéica) e ocitocina (RT-PCR - expressão gênica). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)