Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e capacitação técnica na produção de bovinos transgênicos por recombinação homóloga

Processo: 03/10167-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa PRONEX - Temático
Vigência: 01 de julho de 2004 - 31 de julho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:José Antonio Visintin
Beneficiário:José Antonio Visintin
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Flávio Vieira Meirelles ; José Buratini Junior ; Luiz Lehmann Coutinho
Auxílios(s) vinculado(s):06/56354-1 - Christopher Alan Price | Universidade de Montreal - Canadá, AV.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):06/61295-4 - Análise de expressão de genes relacionados a ativação e ao ciclo celular em gametas e embriões bovinos, BP.PD
06/58507-0 - Identificação de marcadores de pluripotência em células-tronco embrionárias de suínos, BP.MS
06/51516-3 - Criação de uma biblioteca de inserção aleatória da construção contendo o gene codificador da proteína fluorescente verde (GFP) no genoma de fibroblastos fetais bovinos e possível método para o estabelecimento., BP.MS
04/11404-6 - Análise da expressão gênica diferencial dos receptores de estrógeno (eralpha e erbeta) e progesterona (PR) em oócitos e células do cumulus nas diferentes fases do ciclo estral em cães, BP.MS
Assunto(s):Embriologia animal  Desenvolvimento e evolução  Expressão gênica  Clonagem  Miostatina  Bovinos  Gado Nelore 

Resumo

O setor pecuário corresponde a mais da metade da produção agropecuária em Países desenvolvidos e mais de um quarto em Países em desenvolvimento. Atualmente, este setor visa principalmente o aumento da eficiência dos caracteres de produção, como o ganho de peso. Diversos estudos descrevem a miostatina como um regulador negativo do crescimento do músculo esquelético. Dessa forma, mutações que inativem sua ação resultam no fenótipo de musculatura dupla, descrito na natureza apenas em algumas raças de bovinos. A reprodução deste fenótipo em laboratório, resultando em animais com ausência da formação da miostatina funcional por knockout desse gene e conseqüente aumento do tamanho e do número de fibras musculares, já foi descrito em camundongos. Esse fato possibilita a exploração zootécnica dessa característica pela manipulação genética para produzir animais que apresentem essa característica e sejam capazes de transmiti-Ia à progênie. Fibroblastos de animais da raça Bos primigenius indicus (Nelore) serão manipulados geneticamente para produzir células com knockout do gene da miostatina por recombinação homóloga, as quais serão utilizadas na produção de embriões pelo processo de transferência nuclear. O sucesso do desenvolvimento embrionário está intimamente relacionado ao momento da expressão de genes específicos atuantes em uma determinada fase do desenvolvimento pré-implantação ou durante a gestação. Especificamente, durante o estágio de 8 células no bovino ocorre a aquisição da competência transcricional, momento onde o embrião passa a depender dos próprios transcritos para dar seguimento ao desenvolvimento. Obviamente, os genes que são transcritos nesta fase inicial do desenvolvimento tem uma importância capital e acredita-se que a incompetência em ativar os genes corretos leve ao bloqueio do desenvolvimento ou à diminuição na qualidade do embrião. Tendo em vista estas informações, o conhecimento dos genes ativados nesta fase é a primeira oportunidade de avaliar a reprogramação de um núcleo de célula somática quando fundido ao citoplasma de um oócito enucleado. Os genes que tiverem expressão diferencial durante esta fase serão propostos como marcadores para estudos de condições ideais de cultivo e de tratamento das células doadoras de núcleo e oócitos doadores de citoplasma. (AU)