Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos da potencialidade do acido 5-aminolevulínico na terapia fotodinâmica do câncer de pele: obtenção e avaliação de lipossomas como sistema de liberação

Processo: 98/12654-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de dezembro de 1999 - 30 de novembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Antonio Claudio Tedesco
Beneficiário:Antonio Claudio Tedesco
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):01/05039-5 - Uso do ácido 5-aminolevulínico (5-ALA) e meta-tetra (hidróxifenil) clorina (m-THPC) para aplicação em terapia fotodinâmica de câncer de pele: estudo comparativo, BP.PD
01/01846-3 - Estudo da potencialidade dos derivados do acido-5-aminolevulinico na terapia fotodinâmica do câncer de pele: gel de monoleína como sistema de liberação de fármacos, BP.DR
99/10386-4 - Influência da monoleína como promotor de absorção cutânea para ácido 5-aminolevulínico na terapia fotodinâmica do câncer de pele: estudos in vitro e in vivo em modelo animal, BP.MS
Assunto(s):Controle de medicamentos e entorpecentes  Terapia fotodinâmica  Neoplasias cutâneas  Fotoquimioterapia  Lipossomos  Neoplasias  Pele  Ácido aminolevulínico 

Resumo

O ácido 5-aminolevulínico ( 5- ALA ) já vem sendo estudado a nível de aplicação tópica como um pró-fármaco associado a Terapia fotodinâmica (TFD) (KENNEDY, J.C. and POTTIER, R.H. 1992; WARIOE, T. et al.,1992; SVANBERG, K. et al., 1992). Após sua aplicação, a incidência de uma fonte de luz de comprimento de onda na região do visível, induz a formação de uma substância altamente fluorescente e fotodinamicamente ativa, a Protoporfirina IX (PpIX). O uso do ALA como precursor na biossíntese da Protoporfirina XI, e conseqüente utilização na Terapia fotodinâmica, tem se limitado até o momento ao câncer de pele com grandes dificuldades de expansão na utilização do mesmo, para outros tipos de câncer. O 5-ALA aplicado topicamente pode permear com facilidade o estrato córneo anormal (tecido canceroso), mas não através da epiderme normal, permitindo então a fotossensibilização altamente seletiva de tumores de pele. A proposição do emprego de sistemas de liberação de fármacos que proporcionem um aumento na penetração e, conseqüentemente, a concentração de ALA nos tecidos tumorais, constitui uma maneira de otimizar a terapia, uma vez que a atividade do fotossensibilizante é dependente da sua concentração no tecido alvo. O uso potencial de lipossomas como sistemas de liberação de fármacos na pele têm sido proposto por vários autores (FOLDVARI, M. 1991; BONINA, F.P. et al., 1995; VEMURI, S. and RHODES, C.T. 1995). As características estruturais dos sistemas lipossomais já são bem conhecidas (vesículas uni- e multilamelares), bem como sua capacidade de aprisionar substâncias de diferentes solubilidades. O fato das membranas destas vesículas serem estruturalmente semelhantes às membranas biológicas (bicamada lipídica) pode facilitar, de certa forma, a penetração de fármacos encapsulados nos tecidos biológicos (VEMURI, S. and RHODES, C.T. 1995). O trabalho proposto visa à obtenção de sistemas de liberação para veiculação de um pró-fármaco (5-ALA) na pele, associado à Terapia fotodinâmica, constituindo assim, uma inovação científica. O projeto propõe ainda a caracterização físico-química dos sistemas obtidos, bem como a avaliação da eficácia in vitro e in vivo e, em uma última etapa, a avaliação clínica da forma farmacêutica desenvolvida. O estudo de um sistema de liberação que proporcione um aumento da penetração e concentração do 5-ALA no tecido cutâneo poderá otimizar o efeito terapêutica de tratamento de câncer de pele através da TFD-ALA tópico. A veiculação do 5-ALA em sistemas lipossomais que carreiam o fármaco mais profundamente no tecido tumoral, poderá melhorar a eficácia do tratamento, uma vez que TFD é dependente da concentração e do grau de profundidade do fotosensibilizador no tecido. A importância deste estudo baseia-se na necessidade de um tratamento prático, altamente seletivo e moderno, que possa ser otimizado mediante a administração do pró-fármaco 5-ALA em um sistema de liberação apropriado, pois a barreira epidérmica do tecido canceroso constitui ainda uma limitação para a TFD-ALA tópica... (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUNARDI‚ C.N.; ROTTA‚ G.; JEANE‚ C.; TEDESCO‚ A.C. Synthesis‚ Photophysical and Photobiological Study of Synergic Photosensitizer: Zinc-Phthalocyanine with Ca2 Chelating Agent. CURRENT ORGANIC CHEMISTRY, v. 11, n. 7, p. 647-654, 2007.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.