Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos da potencialidade do ácido 5-aminolevulínico na terapia fotodinâmica do câncer de pele: obtenção e avaliação de lipossomas como sistema de liberação (fase II)

Processo: 03/09022-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2004 - 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Claudio Tedesco
Beneficiário:Antonio Claudio Tedesco
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores principais: Cacilda da Silva Souza ; Juliana Maldonado Marchetti
Bolsa(s) vinculada(s):05/59186-0 - Efeito fotossensibilizador do complexo ftalocianina de rutênio em complexos nitrosilos de rutênio: produção de espécies EROs e ERONs e aplicação fotodinâmica, BP.PD
06/50562-1 - Avaliação do uso de laser de baixa potência e agentes fotossensibilizadores associados a sistemas de liberação nanoestruturados no tratamento de feridas e/ou outras doenças cutâneas, BP.DR
04/12257-7 - Influência do ácido oleico como promotor de absorção cutânea para o ácido 5-aminolevulínico na terapia fotodinâmica do câncer de pele: estudos in vitro e in vivo de permeação e retenção cutâneas em modelo animal, BP.MS
04/05280-2 - Nanoemulsões como sistema de liberação cutânea para a zinco ftalocianina tetrassulfonada na terapia fotodinâmica do câncer de pele: obtenção, caracterização e estudos in vitro de liberação e permeação/penetração cutânea, BP.MS
04/00860-0 - Estudos de silício-naftalo ftalocianina como agente potencialmente ativo na terapia fotodinâmica de neoplasias cutâneas e sistêmicas, BP.DD
Assunto(s):Fotoquimioterapia  Lipossomos  Neoplasias  Pele  Ácido aminolevulínico 

Resumo

O ácido 5-aminolevulínico (5-ALA) bem como outros agentes fotossensibilizadores (com m-THPC clorinas (Foscan) e outros) vem sendo estudado em nível de aplicação tópica como um pró-fármaco ou fármaco associado à Terapia fotodinâmica (TFD) (De ROSA, F.S. et al., 2003); (GARCIA, F.S. et al., 2003); (TEDESCO, A.C. et al., 2003); (PIERRE, M.B. et al., 2001); (PIERRE, M.B. et al., 2001b); (DE ROSA, F.S. et al., 2000); (DE ROSA, F.S. et al., 2000). Para 5-ALA e seus éster derivados, após sua aplicação tópica, a incidência de luz visível de comprimento de onda apropriado, induz a formação de uma substância altamente fluorescente e fotodinamicamente ativa, a Protoporfirina IX (PpIX). O uso do ALA como precursor na biossíntese da Protoporfirina XI, e conseqüente utilização na Terapia fotodinâmica, tem se limitado até o momento ao câncer de pele com grandes dificuldades de expansão na utilização do mesmo, para outros tipos de câncer. O 5-ALA e seus ésteres derivados aplicado topicamente pode permear com facilidade o estrato córneo anormal (tecido canceroso), mas não através da epiderme normal, permitindo então um altamente seletivo destes fármacos para tumores de pele. A proposição do emprego de sistemas de liberação de fármacos que proporcionem um aumento na penetração e, conseqüentemente, a concentração de ALA nos tecidos tumorais, constitui uma maneira de otimizar a terapia. A atividade do fotossensibilizante é dependente da sua concentração no tecido alvo. Os resultados teóricos e clínicos obtidos até o momento comprovam a eficiência da proposta original apresentada na fase I do projeto (FAPESP 98/12654-3), com mais de 40 casos clínicos comprovados de erradicação de câncer bago e espino celular e doenças de Bowen. O uso de lipossomas como sistemas de liberação de fármacos para aplicação tópica têm sido proposto por vários autores (FOLDVARI, M. 1991; BONINA, F.P. et al.,1995; VEMURI, S. and RHODES, C.T. 1995). Além destes, inúmeros outros vêm sendo estudados com excelentes propriedades de sistemas de liberação. Durante o desenvolvimento do projeto (fase I), muito tempo foi investido na síntese de novos ésteres derivados do ALA, (butil, hexil, octil e decil) tomando a molécula mais hidrofóbica e maximizando suas propriedades espectroscópicas com redução das quantidades de princípios ativos. Estudos preliminares em humanos com keratoses actínica, indicaram uma excelente incorporação das formulações géis contendo os novos ésteres derivados. O trabalho proposto para a nova fase, do projeto temático (fase II) se baseia em uma nova e ampliada proposta básica e clínica. Três grupos de pesquisa já estabelecidos trabalhando com drogas fotossensibilizadoras clássicas com o ácido 5-aminolevulínico e seus ésteres derivados (sintetizados e estudados na fase I do projeto) bem como com outras drogas potencialmente ativas na Terapia fotodinâmica, (sistêmica ou tópica, derivadas das clorinas e ftalocianinas), serão estudadas do ponto de vista básico e aplicado in vitro e in vivo, ampliando a ação da TFD. Além das novas drogas sintetizadas e disponibilizadas ao grupo serão avaliados três tipos diferentes de sistemas de liberação de droga: a) formulações convencionais na forma gel e creme; b) sistemas nano-emulsificados e c) sistemas nanoparticulados. Todos estes estudos visam sua aplicação não somente tópica, mas também sistêmica dos vários fármacos fotossensibilizadores novos a serem estudados... (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Revolução em escala nanométrica 
Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

NANOPARTÍCULA TRANSPORTADORA DE FÁRMACOS, PROCESSO DE PREPARO E COMPOSIÇÃO FARMACÊUTICA COMPREENDENDO A MESMA E MÉTODO PARA ENTREGA DE FÁRMACOS PI0803473-7 - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ; Universidade de São Paulo (USP) . Antonio Claudio Tedesco; Andreza Ribeiro Simioni - 18 de setembro de 2008

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.