Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das potencialidades de algumas espécies vegetais e produtos naturais e sintéticos para o controle de formigas cortadeiras

Processo: 00/12538-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de setembro de 2001 - 30 de abril de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:João Batista Fernandes
Beneficiário:João Batista Fernandes
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):05/59378-6 - Busca de compostos inseticidas: estudo de espécies das famílias Meliaceae e Rutaceae, BP.IC
04/11880-2 - Potenciais toxicidades das substâncias majoritárias de Dimorphandra mollis Benth. (astilbina, isoatilbina e catequina), com propriedades inseticidas frente aos insetos sociais, em Brachdanio rerio e .., BP.IC
04/11780-8 - Estudo das potencialidades de algumas espécies vegetais e produtos naturais e sintéticos para o controle de formigas cortadeiras, BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 04/10098-9 - Estudos eletrofisiológicos e comportamentais de formigas cortadeiras frente a voláteis de Citrus e iscas formicidas comerciais, BP.PD
03/12430-8 - Isolamento de possíveis antibióticos produzidos por actinomicetos encontrados em ninhos de formigas cortadeiras do grupo Attini, BP.DR
02/11417-5 - Estudo para a obtenção de produtos naturais bioativos a partir de plantas, BP.MS
02/10300-7 - Estudo fitoquímico do enxerto de Azadirachta indica sobre Melia azedarach: quantificação de substâncias inseticidas, BP.DD
02/07498-0 - Fluxo de nutrientes em ninhos de formigas cortadeiras, attas sexdens, BP.PD
01/14406-1 - Desenvolvimento de formulações contendo substâncias com atividade inseticida e fungicida contra formigas cortadeiras de folhas e seu fungo simbiote, BP.DD
01/09931-0 - Estudo das potencialidades de algumas espécies vegetais e produtos naturais e sintéticos para o controle de formigas cortadeiras, BP.TT - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Formigas cortadeiras  Saúva  Produtos naturais  Química ecológica  Fungos  Plantas 

Resumo

As formigas cortadeiras cortam material vegetal que é utilizado principalmente como substrato para o desenvolvimento do fungo simbionte, que constitui o alimento principal para larvas, adultos e rainha. Os gêneros mais evoluídos, Acromyrmex (quem quem) e Atta (saúvas), são herbívoros dominantes em muitos ecossistemas e ocupam posição de destaque entre as pragas agrícolas. Considerando que um sauveiro adulto (6 anos de idade) pode abranger uma área de cerca de 100 m2 e consumir por volta de 1 tonelada de matéria vegetal fresca por ano, pode-se compreender porque essas formigas têm causado prejuízos sérios à agropecuária (pastagens), monoculturas (citrus, cana, etc.) e principalmente aos programas de reflorestamento (eucaliptos). Para o controle dessas formigas foram muito usados inseticidas organoclorados (dodecacloro, aldrin, etc.), que foram proibidos por lei (a partir de 1992), devido aos efeitos tóxicos e poluentes que causam ao meio ambiente e aos seres vivos em geral. Desde a proibição de importação dos princípios ativos e do uso desses produtos, houve uma verdadeira "corrida" na busca de novos compostos para o controle desses insetos e uma crescente preocupação entre os pesquisadores no sentido de investigar inseticidas mais seletivos e menos agressivos ao ambiente, além de outros métodos alternativos. Partindo de informações gerais de agricultores sobre a utilização de plantas para o controle de saúvas, de dados da literatura e da experiência acumulada nos últimos anos, o grupo vem estudando plantas para o controle de formigas cortadeiras, para compreender as interações delas com o fungo simbionte, e as plantas, assim como para conhecer a microbiota relacionada ao fungo simbionte das formigas. Esses trabalhos estão sendo continuados com a associação de fracionamentos químicos e bioes até a identificação das substâncias responsáveis pelos efeitos observados. Diversos componentes ativos já foram determinados tais como ricinina, lignanas, glicerídeos, cumarinas, monoterpenos, flavonóides, derivados sintéticos baseados em sesamina e em amidas contendo o grupo piperonílico. A interrelação entre as diversas castas e a rainha e entre estas com o fungo simbionte tem sido estudada e tem levado a importantes observações sobre as substâncias envolvidas nesta interrelação que devem ser confirmadas em novos estudos. Dentre estas observações estão à metabolização dos açucares pelos fungos simbiontes. Estão sendo pesquisadas diversas plantas, Sesamum indicum, Ricinus communis, Canavalia ensiformis e Ipomoea batatas, Virola sebifera, Picramnia teapensís, Pilocarpus riedelianus, Pilocarpus grandiflorus, Pilocarpus sp, Carapa guianensis, Trichilia casaretti, e Raulinoa echinata com resultados parciais muito interessantes em formigueiros de laboratório com efeitos de atratividade e deletérios e que têm motivado a continuidade das pesquisas... (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Estudo desvenda mecanismo evolutivo que pode levar ao controle de formigas 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
A.C.O. SILVA-PINHATI; M. BACCI JR.; G. HINKLE; M.L. SOGIN; F.C. PAGNOCCA; V.G. MARTINS; O.C. BUENO; M.J.A. HEBLING. Low variation in ribosomal DNA and internal transcribed spacers of the symbiotic fungi of leaf-cutting ants (Attini: Formicidae). Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 37, n. 10, p. 1463-1472, Out. 2004.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.