Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de reparo de DNA e suas conseqüências biológicas

Processo: 96/04518-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de outubro de 1996 - 30 de setembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Carlos Frederico Martins Menck
Beneficiário:Carlos Frederico Martins Menck
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):97/12967-9 - Rita Lobo Napolitano | Centre National de la Recherche Scientifique - França, AV.EXT
97/04958-0 - Identification of DNA repair genes in plants, AR.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):98/05310-6 - Mecanismos de apoptose em células de mamíferos irradiadas com luz UV, BP.MS
97/10517-6 - Modulação da expressão do gene de reparo de DNA XPA por meio de vetores genéticos em células humanas, BP.DR
97/03606-2 - Estudo da recombinação e Reparo de DNA em células de mamíferos empregando vetores epissomais, BP.DR
97/01318-0 - Estudos da função da proteína thil de Arabidopsis thaliana no processo de reparo e/ou tolerância a DNA lesado, BP.MS
Assunto(s):Reparo do DNA  Morte celular  Mutagênese  RNA anti-senso  Oxigênio singleto  Apoptose  Raios ultravioleta 

Resumo

Este projeto visa estudar diferentes aspectos de reparo de DNA, assim como suas conseqüências para a célula, principalmente morte e mutagênese. Os aspectos são apresentados a seguir na forma de subprojetos, que incluem trabalhos com células de mamíferos, vegetais e bactérias. Em células de mamíferos em cultura estamos desenvolvendo sistemas de vetores virais para o controle da expressão de genes de reparo de DNA. Como modelo o gene XPA está sendo estudado. Um dos aspectos mais relevantes tem sido à busca de obtenção de mutantes dominantes negativos através de ribozimas. A expectativa é a de que a expressão do ribozimas dirigidas ao gene XPA promova alterações fenotípicas nas células, tais como redução de sensibilidade a agentes genotóxicos, como luz UV. Além disso, o gene XPA está sendo inserido em diferentes vetores com promotores que permitem o controle da expressão da proteína em células XPA, de modo a obtermos um mutante condicional de reparo de DNA. Vetores já foram construídos e as células estão sendo testadas quanto à exeqüibilidade do sistema. Estas linhagens celulares que estão sendo construídas, assim como outras já disponíveis estão sendo empregadas para se investigar os mecanismos de indução de apoptose por luz UV. Resultados iniciais realizados com células do marsupial rato canguru (linhagem PTK2) demonstraram que a morte celular induzida por luz UV é um processo ativo, envolvendo apoptose, e independente de replicação de DNA (MIYAJI e MENCK, 1995, 1996). Os dados obtidos indicaram ainda que o sinal necessário para iniciar o estímulo de apoptose por UV pode ser fotorreativado, o que permite realizar uma série de investigações interessantes da seqüência de eventos que levam a morte celular (MIYAJI e MENCK, 1996, 1998). Entretanto, estes estudos apresentam uma série de limitações, devido a não identificação de vários genes envolvidos em apoptose (por exemplo, p53, Bax, Bcl2) em células marsupiais. Nesse sentido estamos inserindo o gene da fotoliase de marsupiais em células humanas, de modo a poder empregar a fotorreativação em células melhor estudadas quanto a cascatas de eventos que resultam em apoptose. Além disso, vetores ponte de replicação epissomal, contendo diferentes mutações no gene marcador supF, estão sendo empregados para desenvolver um sistema para estudo de recombinação gênica. É nosso interesse empregar esse sistema para identificar possíveis defeitos genéticos no processo de recombinação em células humanas com mutações relacionadas a reparo de DNA. Este projeto busca também informações específicas de alguns aspectos da genética de reparo de DNA em plantas, empregando como modelo principal de estudo a cruciferaceae Arabidopsis thaliana. Estudos de reparo em vegetais são ainda incipientes, apesar de apresentarem elevado interesse pela alta exposição desses organismos a agressões do meio ambiente que resultam em lesões no DNA... (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHIGANÇAS‚ V.; MIYAJI‚ E.N.; MUOTRI‚ A.R.; JACYSYN‚ J.F.; AMARANTE-MENDES‚ G.P.; YASUI‚ A.; MENCK‚ C.F.M. Photorepair prevents ultraviolet-induced apoptosis in human cells expressing the marsupial photolyase gene. Cancer Research, v. 60, n. 9, p. 2458, 2000.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.