Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensibilidade aos novos e usuais antifúngicos de amostras hospitalares de leveduras por diferentes técnicas laboratoriais: caracterização genotípica das amostras e associação dos resultados obtidos com dados clínicos dos pacientes

Processo: 03/05091-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2004 - 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Claudete Rodrigues Paula Gandra
Beneficiário:Claudete Rodrigues Paula Gandra
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infecção hospitalar  Fungos patogênicos  Candida  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Cariotipagem  Variação genética  Genótipo  Antifúngicos  Resistência microbiana a medicamentos 

Resumo

Um nítido aumento na incidência de infecções fúngicas nos hospitais tem ocorrido principalmente por espécies de leveduras do gênero Candida. A sensibilidade às drogas antifúngicas varia entre as diferentes espécies de Candida, o que realça a importância da identificação das espécies e determinação das CIMs dos antifúngicos. Os avanços da biologia molecular tem permitido verificar variações genéticas entre as cepas, contribuindo para estudos epidemiológicos. Sendo assim neste trabalho pretende-se: 1) verificar a diversidade genética das cepas de Candida isoladas de sangue e cateter do Hospital em estudo, através da técnica de cariotipagem; 2) Identificar pela técnica de PCR a possível presença de C. dubliniensis dentre as amostras de sangue e cateter identificadas inicialmente como C. albicans; 3) Determinar e comparar as concentrações inibitórias mínimas das amostras frente ao fluconazol, itraconazol, voriconazol, caspofungina, 5-fluorcitosina e à anfotericina B através do Etest eNCCLS; 4) Comparar o perfil genotípico da amostras com a sensibilidade e/ou resistência aos antifúngicos. (AU)