Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do processo de torneamento de alguns acos inoxidaveis austeniticos do ponto de vista microestrutural.

Processo: 03/05490-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2003 - 30 de novembro de 2005
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Izabel Fernanda Machado
Beneficiário:Izabel Fernanda Machado
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Usinagem  Deformação plástica  Microestruturas  Aço inoxidável 

Resumo

Este trabalho tem por objetivo estudar a relação existente entre a microestrutura de alguns aços inoxidáveis austeníticos, a formação de cavaco nos mesmos, a força de corte e o acabamento superficial no processo de torneamento, isto é, pretende-se fazer um estudo do processo de torneamento de aços inoxidáveis do ponto de vista micro estrutural. Neste trabalho, serão utilizados três tipos de aços inoxidáveis austeníticos: AISI 304, 310 e 303S. Esses aços sofrerão tratamentos térmicos de solubilização e/ou envelhecimento, antes de serem ensaiados. Todas as amostras dos materiais serão caracterizadas inicialmente e assim definidos fatores como tamanho de grão e a presença de partículas de segunda fase e/ou inclusões. Os aços estudados serão, então, torneados em várias condições de usinagem simulando situações semelhantes às encontradas na prática industrial. Serão medidas as forças de corte em cada uma das condições e coletados os cavacos resultantes para análise morfológica e microestrutural. As análises morfológicas e microestruturais serão realizadas utilizando-se um microscópio estereoscópico, microscopia óptica e eletrônica de varredura. Será também medida a rugosidade das superfícies usinadas para uma avaliação do acabamento superficial. Com os resultados obtidos pretende-se entender melhor o mecanismo de usinagem de aços inoxidáveis austeníticos do ponto de vista microestrutural. Além disso, as medidas de força de corte talvez tragam uma maneira de se fazer uma avaliação indireta das transformações que ocorrem dentro do material e assim se fazer uma otimização da usinagem desses materiais. (AU)