Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e otimização de sistemas não-convencionais de tratamento de águas residuárias constituídos de reatores biológicos e físico-químicos dispostos em série

Processo: 03/10146-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa PRONEX - Temático
Vigência: 01 de janeiro de 2005 - 31 de maio de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:José Roberto Campos
Beneficiário:José Roberto Campos
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):06/61784-5 - Reator de leito expandido com regiões anaeróbia, aeróbia e anóxica aplicado ao tratamento de esgoto sanitário: caracterização biológica e físico-química, BP.IC
Assunto(s):Tratamento de águas residuárias  Tratamento de esgotos sanitários  Tratamento biológico de água  Reatores biológicos 

Resumo

A equipe que ora submete o presente plano de trabalho, participou das atividades da Instituição Sede, que coordenou programa PRONEX (1998-2003), em que também se incluíam pesquisadores das Universidades Federais de Pernambuco (PE), Campina Grande (Pb) e Rio Grande do Norte (RN), (UFPE, UFPb e UFRN). No primeiro edital PRONEX, foram solicitados recursos da ordem de R$ 2.000.000,00, e foram concedidos R$ 1.200.00,00. Apesar desta redução, a Equipe do Núcleo gerou até o presente (1998 - meados de 2003): 44 doutores, 70 mestres, 25 estagiários, 71 trabalhos publicados em periódicos, 8 livros, 60 capítulos de livros e 173 artigos em anais de congressos; além de palestras, cursos, convênios, participação em bancas examinadoras, etc. É importante citar que a produção total de artigos em periódicos (nacionais e internacionais) alcançou média de 5 artigos por pesquisador, no período. Esses números comprovam que a equipe dedicou-se seriamente aos seus objetivos e responsabilidades. O programa original comprometia as equipes a cumprirem os objetivos: a) Construção das unidades principais para tratamento do esgoto do Campus - USP, São Carlos, SP, envolvendo processos biológicos, físico-químicos e desinfecção. Além disso, incluíam-se pesquisas envolvendo microfiltração, oxidação e adsorção. b) Implantação na EESC-USP de instalações e sua organização, de forma a se poder utilizar esses recursos para a estruturação de uma Escola de Operadores de Estações de Tratamento de Esgoto (curso, com 50% de jovens carentes) no futuro, após se dispor de edificações complementares (com o apoio da USP). c) Desenvolvimento, na USP, de pesquisas em escala plena (e em instalações-piloto, também), envolvendo tecnologias mais complexas (enfocando: cinética, hidrodinâmica, desinfecção com UV e ozônio e microbiologia). d) Desenvolvimento de pesquisas nas outras Universidades participantes (UFPE, UFPb e UFRN) compatíveis com aquelas implantadas na EESC-USP, porém respeitando as circunstâncias regionais. e) Utilização das instalações implantadas nas quatro Universidades, para ensino, pesquisa, extensão e divulgação. Todos os objetivos primordiais estão sendo cumpridos, notando-se que a consolidação das equipes das quatro Universidades resultou efetiva e produtiva. A redução do orçamento, já referida, redundou em prejuízo relativo na qualidade das instalações implantadas, apesar de expressivo apoio da Reitoria da Universidade de São Paulo, no caso da equipe da Instituição Sede. A situação, no momento, é crítica, pois face a limitação de recursos, os próprios alunos têm de se dedicar a atividades paralelas como manuseio de lodo, limpeza de grades e tanques, etc.; e, em adição, com o término dos recursos disponíveis (do edital anterior), começam a haver improvisações para a operação e manutenção de reatores em escala plena e instalações piloto ou de bancada. No presente, é premente a necessidade de se continuar alguns subprojetos e de execução de complementos a instalações implantadas, para que seja cumprido um ciclo, na série de pesquisas concluídas e em andamento. Face a nova sistemática do PRONEX, esta proposta envolve apenas a equipe da Universidade de São Paulo -EESC-USP. Haverá participação de 8 pesquisadores (todos beneficiários de bolsas PQ-CNPq: 2 bolsistas 1 A, 1 bolsista 1 B, 1 bolsista 2 A , 3 bolsistas 2 B e 1 bolsista 2 C). As pesquisas envolvem temas relacionados com o uso de reatores UASB - "Upflow Anaerobic Sludge Blanket Reactors", de leito expandido, reator biológico com membranas de bateladas seqüenciais, reatores de leito fixo e de enchimento parcial, "enfocando processos anaeróbio e aeróbio (remoção de matéria carbonácea, nitrificação e desnitrificação). Em adição, também são envolvidas a desinfecção com radiação ultravioleta e com ozônio e flotação por ar dissolvido seguida por filtração. Parte das pesquisas envolve o tratamento secundário e parte, o tratamento terciário ou avançado (neste caso com objetivos de reuso). Em todos os casos, com a concessão dos recursos solicitados será possível aprimorar e ampliar a qualidade dos dados coletados, de forma a viabilizar o máximo aproveitamento dos reatores implantados e a serem executados. Entre as evoluções qualitativas para monitoramento dos reatores se incluirão o uso de microsensores (para biofilmes) e de técnica DGGE. No programa também serão envolvidos, inicialmente pelo menos 12 alunos de mestrado e doutorado e 3 de iniciação científica, e durante os 3 anos do programa, pretende-se incluir novos alunos. (AU)