Busca avançada
Ano de início
Entree

Processo de invasão em tumores de colo uterino: papel do gene inibidor de metástase e de angiogênese RECK

Processo: 03/10777-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2004 - 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Silvya Stuchi Maria-Engler
Beneficiário:Silvya Stuchi Maria-Engler
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular  Invasão celular  Membrana basal  Genes supressores de tumor 

Resumo

Os tumores de colo uterino são uma das principais doenças ginecológicas em mulheres na idade reprodutiva em todo o mundo, possuindo incidência anual de aproximadamente 8 casos para cada 100.000 mulheres. Um dos fatores de risco para os tumores cérvico-vaginais incluem a exposição ao vírus HPV, o vírus do papiloma humano, sendo que 99,7% dos carcinomas cervicais invasivos estão associados a este vírus. A transformação de uma neoplasia intra-epitelial cervical (NIC) em um carcinoma invasivo de cérvix uterina está acompanhada da degradação da matriz extracelular (MEC) devido à ação das metaloproteases de matriz (MMP-2 e MMP-9). O gene supressor de metástase RECK codifica uma glicoproteína de membrana que é capaz de suprimir a metástase e a invasão tumoral através da inibição de metaloproteinases de matriz envolvidas em carcinogênese: MMP-9, MMP-2 e MT1-MMP. O objetivo deste projeto consiste em avaliar o papel do gene supressor de metástase RECK durante o processo de invasão celular e metástase em linhagens de neoplasias cervicais. (AU)