Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrão histopatológico, perfil imunoistoquímico e potencial pré-maligno da displasia prostática em cães

Processo: 03/13058-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2004 - 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Enio Pedone Bandarra
Beneficiário:Enio Pedone Bandarra
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica  Próstata  Cães 

Resumo

Neoplasia intra-epitelial prostática (PIN) consiste de alterações estruturais e citológicas no interior de ductos ou ácinos pré-existentes. Dados com referência a PIN em cães mencionam que as características histopatológicas das displasias prostáticas caninas são similares àquelas descritas na PIN humana. A determinação do comportamento biológico da PIN canina poderá fornecer um modelo natural para o estudo da carcinogênese prostática, contribuindo para o desenvolvimento de terapias que inibam o crescimento ou induzam a regressão desta lesão, antes do estabelecimento de câncer invasivo. O comportamento biológico da PIN no cão será avaliado através de biomarcadores, com valor prognóstico conhecido na PIN e no carcinoma prostático humano, como: avaliação imunoistoquímica do índice proliferativo (PCNA e Ki-67), da expressão de genes reguladores da apoptose (bcl-2), supressores de tumores (p-53) e de moléculas de adesão (E-caderina), além da análise quantitativa computadorizada do fator de circunferência nuclear. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.