Busca avançada
Ano de início
Entree

STELES: espectógrafo de alta resolução para o SOAR

Resumo

A espectroscopia de alta resolução é necessária, entre outras razões, para obter a composição química de estrelas de galáxias do Grupo Local. O mesmo é válido para proto-galáxias projetadas contra QUASARES de fundo. Esses dados permitem o estudo da evolução de galáxias vizinhas e a altos redshifts. A comparação entre galáxias do universo local com as de alto redshift dá informação sobre a primeira geração de estrelas, a época de reionização e a formação das galáxias. Grande parte dos astrônomos brasileiros, especialmente do estado de São Paulo, será beneficiada com o STELES. Nós não tivemos, até agora, acesso a esse tipo de instrumento num telescópio como o SOAR, onde temos 30% do tempo de observação num sítio de excelente performance. A construção do espectrógrafo STELES (SOAR Telescope Èchelle Spectrograph) já foi aprovada pelo SOAR como um instrumento de segunda geração, disponibilizado para os sócios do projeto. Nossa comunidade astronômica e o governo brasileiro estão empenhados em entregar o instrumento no prazo acordado (ano 2010). A construção de instrumentos para telescópios da classe de 4-m, como o SOAR, exige tecnologias complexas e diversificadas como engenharia mecânica fina, eletrônica, software, óptica e criogenia. Todas as partes são desenvolvidas simultaneamente. O STELES foi proposto por Bruno Castilho (LNA/MCT), revisado e aprovado pelo Comitê Diretor do SOAR. O desenho opto-mecânico do STELES foi desenvolvido no período 2001-2006, como parte do Instituo do Milênio MEGALIT (liderado por Beatriz Barbuy do IAG/USP). Nós já adquirimos 2 detectores CCD, o controlador e a criogenia, o que representa 1/3 do custo total do projeto. Nós planejamos continuar a colaboração entre o IAG e o LNA, combinando as capacidades complementares dessas duas instituições, para completar a construção e comissionar o instrumento. A construção de um instrumento desta categoria é uma excelente oportunidade para a comunidade astronômica interagir com a indústria local, desenvolvendo know-how e promovendo controle de qualidade industrial mais elevado. Além de aumentar a produtividade científica, este instrumento estará exposto à comunidade internacional, resultando em maior visibilidade da ciência e tecnologia nacional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Foco nos astros primordiais 
Brasil construye la segunda mayor cámara de observación astronómica del mundo 
Brasil constrói segunda maior câmera no mundo para observação astronômica 
Brasil construye un espectrógrafo de alta resolución 
Brazil builds high-resolution spectrograph 
Brasil constrói espectrógrafo de alta resolução  
Consórcios internacionais buscam astrônomos e financiamento brasileiro 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Foco nos astros primordiais 
O buraco de <em>Eta Carinae</em> 
Mais do que um eclipse 
Más que un mero eclipse 
Más que un mero eclipse 
Rumo às estrelas 
Rumbo a las estrellas